Variedades & Tecnologia

Rio 2016: Eduardo Paes e prefeito de Vancouver assinam acordo de cooperação para Olimpíadas no Rio de Janeiro

“O modelo ambiental dos Jogos Olímpicos de Vancouver deve servir de inspiração para o Rio” , diz Paes

Vancouver, Canadá – Eduardo Paes e Gregor Robertson, prefeito de Vancouver, sede dos Jogos de Inverno de 2010, assinaram neste sábado (27/02) um acordo de cooperação entre as duas cidades olímpicas. O documento, assinado na sede da prefeitura canadense, prevê o intercâmbio de informações, a troca de experiências e a interação entre as equipes técnicas. Pelo acordo, a cidade de Vancouver oferece apoio e suporte ao Rio na preparação dos Jogos de 2016.

Representantes da prefeitura, dos governos estadual e federal estão aqui acompanhando as Olimpíadas de Vancouver desde o início para aprender como tudo acontece na prática, como é tocar uma Olimpíada desta proporção. Mas, com essa parceria, o que nós queremos é mais do que entender como se prepara o evento em si, como se planejam aquelas três semanas de competição. O nosso objetivo é observar os benefícios que de fato os Jogos podem trazer para a população, que tipo de intervenção urbana deve ser feita prioritariamente, como é que tudo isso impacta na economia da cidade. Enfim, aprender com os erros e acertos dos outros, com a experiência de quem está realizando neste momento as Olimpíadas e, assim, garantir o melhor legado para o Rio, afirmou Paes.

Estamos à disposição para transferir todo o nosso conhecimento ao Rio de Janeiro. Tenho certeza de que a nossa experiência vai ser útil. São muitos os benefícios que os Jogos trazem para a cidade. As Olimpíadas, por exemplo, mostraram ao mundo as oportunidades de negócios que Vancouver oferece. Principalmente, àqueles que querem investir em tecnologia verde. Isso permanece depois dos Jogos. Posso garantir que as Olimpíadas representam um período de trabalho árduo mas é também a experiência mais enriquecedora por que uma sociedade pode passar,declarou o prefeito de Vancouver, Gregor Robertson.

Para Eduardo Paes, a maior lição que o Rio pode tirar de Vancouver é como organizar Jogos que respeitem e valorizem o meio ambiente.


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


O modelo ambiental das Olimpíadas de Vancouver deve servir de inspiração para o Rio. Desde o início, eles se preocuparam muito com esta questão investindo em construções mais ecológicas, que economizam água e energia. A vila de mídia, por exemplo, é considerada um dos conjuntos habitacionais mais ambientalmente corretos que se têm conhecimento. A preocupação deles em fazer as Olimpíadas mais verdes da história também deve ser a nossa disse o prefeito do Rio.

Antes da assinatura do acordo de cooperação entre Rio e Vancouver, Paes assistiu ao lado do prefeito Gregor Robertson à cerimônia em que a bandeira Olímpica deixou a sede da prefeitura da cidade canadense, onde esteve desde 2006. Nesse domingo (28/02), durante o encerramento dos Jogos, a bandeira passará às mãos de Anatoly Pakhomova, prefeito da cidade russa de Sochi, sede da próxima edição das Olimpíadas de Inverno em 2014. Anatoly Pakhomova e Neale Coleman, representante da prefeitura de Londres, cidade que vai receber as Olimpíadas de 2012, também estiveram presentes à cerimônia da bandeira.

Acompanhado de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador dos Jogos de 2016, o prefeito Eduardo Paes se encontrou com Gilbert Felli, diretor-executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI), e ainda visitou os Centros de Mídia e TV construídos em Vancouver para as Olimpíadas de Inverno.

É impressionante a infraestrutura dos Centros de Mídia e TV. Mas o que mais me chamou a atenção foi que grande parte dos 11 mil jornalistas credenciados não ficou baseada aqui e sim nas montanhas, palco de muitas provas, ou espalhada por outras instalações esportivas. Essa descentralização que se obsevou aqui reforça a minha tese de que, no Rio, devemos levar parte da Vila de Mídia para outras áreas, como a Zona Portuária – destacou Paes.

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI 


  Seguros Promo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *