Dicas & Destinos

Paraty, onde Turismo, Arte e Cultura se harmonizam.

.

Nesta, que é conhecida como uma velha senhora que descansa entre as montanhas e o mar, ou, como dizia Lúcio Costa, “Paraty é a cidade onde o mar e as montanhas se encontram, ou melhor, se entrosam” respira-se cultura e uma profunda paz.

 

Paraty Embarque na Viagem

 

Patrimônio Histórico Nacional, Paraty encontra-se em vias de ser reconhecida como Patrimônio Mundial. Tudo começou em 1827, quando Jean Baptiste Debret, artista francês em viagem pelo Brasil, esteve na baía de Paraty e registrou esta verdadeira jóia em suas pinturas. Então, na vila de Nossa Senhora dos Remédios, a Igreja de Santa Rita à frente do casario imortalizada em uma de suas aquarelas se transformou, no que é hoje o cartão postal da cidade.

Posteriormente, já na década de 1960, seus encantos são redescobertos por artistas como Djanira, Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral, por cineastas como Luis Carlos Lacerda e Nelson Pereira dos Santos e por atores como Maria Della Costa e Paulo Autran, despertando paixões em muitos outros artistas, nas suas mais variadas expressões.

A diversidade cultural presente em Paraty está diretamente ligada à sua rica história. O Caminho Velho do Ouro era a entrada para o interior do país e a cidade foi por muito tempo porto de escoamento do ouro que vinha direto das Minas Gerais, assim como também foi o caminho de saída de diamantes, da cachaça, da cana-de-açúcar e do café, que enriqueceram (e muito) nossos colonizadores portugueses e boa parte da Europa. Alguns poucos comerciantes brasileiros também “enricaram” por conta deste movimento de saída de nossas riquezas.

Suas ruas sinuosas, calçadas com pedras pé de moleque no Centro Histórico, guardiãs da memória colonial brasileira, são pisadas por milhares de pessoas diariamente.

Rua de Paraty Embarque na Viagem

O Centro Histórico de Paraty, maior e mais harmonioso conjunto arquitetônico colonial do Brasil, reúne, entre 33 quarteirões, cerca de 400 construções preservadas. Primeiramente habitada pelos índios Guaianás, Paraty foi povoada entre os séculos XVI e XVII, e a cidade, fundada em 28 de fevereiro de 1667.

Paraty é um dos lugares mais belos do litoral brasileiro. Além do carisma do povo paratiense, a cidade oferece uma das maiores experiências turísticas pela combinação única de atrativos como ilhas paradisíacas, praias irretocáveis, montanhas com cachoeiras e todo o charme da arquitetura colonial do Centro Histórico que se integram em harmonia. Não foi a toa que o afamado jornal The New York Times selecionou Paraty como um dos 45 destinos para se visitar em 2012, citando inclusive o Festival de Jazz e a FLIP. Apesar de uma rica programação cultural durante o ano inteiro, a cidade ainda tem seus ares de cidade de interior. Cidade de festas, das tradições religiosas, das alegrias das festas profanas, Paraty conta com um vasto calendário turístico-cultural que atrai turistas de toda parte do mundo. São visitantes que se encantam com o povo alegre e acolhedor e com todas suas belezas, cores e sabores.

.

Matéria extraída da minha Coluna de Turismo no Site O Repórter.com publicada todas as quintas-feiras.

2012 Embarque na Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *