Variedades & Tecnologia

13 lugares assombrados para você conhecer

 

Sexta-feira 13 costuma ser um assunto polêmico para muitas pessoas e gera sempre um bate-papo nas rodinhas de amigos. Foi aí que então pintou a Ideia de escrever sobre alguns lugares bastante esquisitões pelo mundo. Seja por conta de histórias de assombrações, seja por grandes tragédias terem ocorrido no local, ou até mesmo por lendas antigas. O fato, é que todos estes locais viraram pontos turísticos e hoje são visitados com certa paixão pelo desconhecido e claro, uma super pitada de curiosidade.

Alguns lugares muito evidentes não constam aqui, justamente por já serem famosos demais e a intenção é falar de alguns nem tão famosos assim. Vamos então á eles.

Ossuário de Sedlec – República Tcheca


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


Uma das visões mais macabras para uma igreja que eu poderia imaginar.  Conta-se que em 1.278 o superior do mosteiro trouxe terra do Calvário de Cristo e a espalhou pelo solo do cemitério. Muitos disseram, desde então, que a terra do cemitério era santa, o que transformou o cemitério objeto de desejo de muitos nobres e burgueses, inclusive de outros países, que queriam ser enterrados ali.

No ano de 1318 ocorreu uma peste que provocou a morte de 30.000 pessoas e estas foram enterradas no cemitério em valas comuns. Em 1421 os husitas destruíram o mosteiro de Sedlec e nas proximidades ocorreram algumas batalhas em que parte do cemitério foi atingida e parcialmente destruída. Alguns ossos foram depositados na parte inferior da capela, posteriormente reconstruída e decorada em 1870, tomando a forma atual, com os ossos lá depositados. No interior da igreja a mensagem “Todos são iguais após a morte, portanto aqui serão usados ossos de ricos e pobres sem distinção”.

Ohio University – EUA

Imagine uma universidade rodeada por cemitérios. Combina? Para mim, não combina nem um pouco mas existe sim. Os cinco cemitérios que formam um pentagrama que circunda o campus, com o edifício administrativo no centro completando o símbolo conhecido como “sinal do diabo”, aumenta ainda mais a história de uma suposta bruxa que ficou famosa logo após escrever coisas estranhas e satânicas com seu próprio sangue na parede de seu quarto no campus e logo depois se matar. Para melhorara a história, nas catacumbas de Jefferson Hall, cemitério vizinho, ocorreram inúmeros avistamentos de fantasmas. E, finalmente, para completar, um asilo para pessoas insanas, que era conhecido por tratamentos não convencionais e de choques elétricos, encontrado dentro do sinal, teve casos de pacientes desaparecidos. Um deles foi encontrado cinco semanas mais tarde, morto e com o corpo em decomposição, deixando uma mancha que o delineava no chão. Essa mancha pode ser vista até hoje. A universidade de Ohio, epicentro dos fenômenos que a circunda, é alvo de diversas histórias sobre aparições de criaturas estranhas, que segundo boatos, não parecem ser desse mundo. Eu que não quero estudar em um lugar desse.

Bhangarh – Índia

As histórias de mansões e construções mal assombradas não são exclusivamente americanas ou europeias lá pelos cantos do Reino Unido, existem muitas histórias espalhadas por outros cantos e esta fala sobre uma cidade que é conhecida por suas ruínas misteriosamente desertas. Bhangarh  está localizada entre Jaipur e Alwar, a cidade já foi um belo reino há 1500 anos. No final do século 18, a cidade ficou extremamente deserta como se toda a população fugisse correndo devido a algum mal. O mito diz que o guru Balu Nath, permitiu a construção da cidade, enquanto a sombra de seus templos grandes não ofuscassem sua casa. Porém no final do século 18, um construtor ambicioso demais ergueu os templos sobre a casa do já falecido guru e aí que deu xabú. A  cidade foi amaldiçoada. Existe uma outra versão que diz que a fome e a guerra levou a população a sair. Hoje, no portão principal da atração existe uma placa que adverte para que os visitantes não entrem antes do amanhecer ou depois do pôr do sol.

Mansão Winchester – EUA

A história da Mansão Winchester é muito peculiar e rodeada de mistérios e muita tristeza para uma pobre mulher que teve sua família destruída.

Após a morte ter tirado seu marido e filho, Sarah Winchester (que foi a esposa do filho do criador do famoso rifle) consultou um médium que afirmou que sua família estava assombrada pelos espíritos daqueles que morreram através das armas de sua família, Sarah Winchester começou então uma construção permanente na mansão da família para acalmar os espíritos. Desta forma, ela deveria construir cômodos para que os espíritos de luz permanecessem na casa, proporcionado a paz para que as manifestações cessassem. Mas nada disso aconteceu. Os barulhos continuavam a atormentar Sarah, que resolveu construir a casa até o fim de sua vida. A propriedade de 160 quartos é realmente algo grandioso e em alguns momentos, meio louco. Escadas que não levam a lugar algum e portas que abrem para as paredes são curiosidades a parte. O chefe de obras chegava pela manhã e Sarah dava as instruções do que queria para o dia. E no dia seguinte ela poderia demolir o que foi feito no dia anterior e reconstruir de outra forma. Assim os espíritos poderiam ficar mais e mais confusos.

Casa Branca – EUA

A residência mais famosa da América também é supostamente uma das mais mal assombradas, sabia disso? Segundo contam, alguns dos seus habitantes permaneceram na casa por causa da sede de poder adquirido durante o tempo que ali estiveram em suas administrações. O fantasma mais ilustre, sem dúvida, é do lendário Abraham Lincoln, que ainda ocupa o quarto do ex-presidente até os dias de hoje.Cruzes!

Torre de Londres – Inglaterra

Histórias de fantasmas são comuns a todos os povos do mundo, mas nenhum demonstrou tanto interesse pelo assunto como os britânicos.

Uma das maiores atrações da capital inglesa, a Torre de Londres é considerada um ponto de parada obrigatório quando o assunto envolve fantasmas.

Erguida por William o Conquistador, no século 11, esta antiga prisão política e local de execução tem sido vista como um dos edifícios mais assombrado das Ilhas Britânicas. Entre os inúmeros fantasmas que já foram vistos nas dependências do complexo, boa parte é de nobres executados ali mesmo. O fantasma do rei Henrique VI, por exemplo, assassinado a mando de Eduardo IV enquanto rezava na capela da Torre Wakefield é um bom exemplo. Anne Boleyn, mulher de Henrique VIII, que foi decapitado em 1536, Lady Jane Grey, que foi avistada por uma guarda em 12 de fevereiro de 1957, no aniversário de 403 anos de sua morte são outros exemplos. O primeiro fantasma visto no edifício foi o de Thomas Beckett, no século 13.

Castelo de Edimburgo – Escócia

Mais de 900 anos de história no berço das assombrações – o Reino Unido – seria praticamente um absurdo se o Castelo de Edimburgo não fosse um dos locais mais assombrados da Escócia. Desde a sua construção como uma fortaleza militar do século 12, o castelo foi testemunha de ataques surpresa e execuções. Agora famoso como uma atração turística, o Castelo de Edimburgo resurge oferecendo passeios por suas masmorras, que já acolheu nomes como Alexander Stewart, Duque de Albany (que escapou, apunhalando seus guardas até a morte, e depois queimou seus corpos), Lady Janet Douglas de Glamis (acusado de bruxaria e queimada na fogueira) e um flautista anônimo que vagou por uma das passagens subterrâneas do castelo e nunca mais voltou. Em 2001, o Castelo de Edimburgo tornou-se o lugar de uma das maiores investigações paranormais na história. Uma equipe de nove pesquisadores e mais de 200 membros do público exploraram câmaras do castelo e passagens secretas em busca de sinais de acontecimentos sinistros. Mais da metade dos participantes relataram experiências paranormais. Figuras sombrias, quedas bruscas de temperatura e a sensação de algo puxando suas roupas estão entre as experiências cotidianas. Cruz-credo!

Casa de Sigmund Adam – Alemanha

Mais conhecido como o caso do Poltergeist de Rosenheim, essa infestação de atividades bizarras é uma das mais conhecidas da Alemanha. Em 1967, estranhos fenômenos começaram a ocorrer no escritório do advogado Sigmund Adam. Telefones tocavam mas não havia ninguém do outro lado da linha, fotocopiadoras cuspiam suas tintas, gavetas se abriam sem serem tocadas. Um jornal alemão instalou equipamentos para monitorar os telefones e em 3 meses eles gravaram mais de 600 chamadas para o número que informa a hora certa – a despeito do fato de todos os telefones estarem desplugados. Em um único período de 15 minutos, 46 chamadas foram gravadas – um número que parecia impossível levando-se em conta o mecanismo de discagem da época. Em outubro de 1967, todas as lâmpadas do prédio se apagaram com um enorme estrondo. Depois de instalarem câmeras e gravadores de voz, os investigadores puderam descobrir que os eventos somente aconteciam quando a jovem de 19 anos Annemarie Schneider (uma secretária recém-empregada) estava presente. Foi alegado que um lustre se desviava violentamente se a senhorita Schneider andasse por baixo dele, e as luzes piscavam sempre que ela entrava no escritório. Quando Schneider saiu de férias os eventos pararam. Quando retornou, a atividade poltergeist retornou. Schneider foi demitida e os problemas nunca mais voltaram a acontecer.

Praça Berkeley – Inglaterra

Esta área residencial de Londres, muito conhecida pela música “A Nightingale Sang in Berkeley Square”, é também o lar da casa mais assombrada de Londres (olha aí… lugarzinho sinistro esse). O número 50 da praça Berkeley é o lar de um grande número de fantasmas, o mais antigo deles, o de uma menina assassinada nos anos 1700 por um criado sádico. Ela é frequentemente vista no último andar chorando e torcendo as próprias mãos em desespero. Outra mulher, tentando escapar de seu tio caiu de uma janela – o seu fantasma é muitas vezes visto pendurado em um peitoril da janela. Enquanto a casa esteve vazia nos anos 1870, os vizinhos ouviam numerosos gritos e gemidos oriundos da casa. Eles também ouviam móveis se movendo, campainhas tocando, e janelas batendo. Anos depois a casa foi ocupada por um Sr. Dupre, que trancava seu irmão louco em um quarto no último andar. Ele alimentava o irmão insano por uma abertura especial na porta. Este é o quarto que se diz ser o centro da assombração. Atualmente a casa abriga uma livraria – estranhas ocorrências foram observadas por todos os funcionários da loja. O último andar é mantido trancado o tempo todo e ninguém tem permissão para entrar nele. E que continue assim.

Casa em Whaley – EUA

Mesmo os mais céticos do governo não puderam refutar as provas de que esta casa no bairro de San Diego abriga espíritos. Na década de 1960, o Departamento Americano de Comércio classificou a Casa Whaley como mal assombrada. O Travel Channel também classificou a casa como a mais sobrenatural da América. Seu primeiro fantasma foi Yankee Jim Robinson, que foi enforcado no local em 1852. Quando James Whaley construiu a casa em 1987 (que em meados do século 19 serviu como um celeiro, tribunal e armazém geral), ele afirmou ouvir barulhos feitos por Robinson pelos corredores. Os visitantes também têm relatado aparições de uma menina surpreendente jovem em um vestido longo na sala de jantar. Quando está aberta ao público, incontáveis eventos sobrenaturais são presenciados. Sons e vozes indicam a presença de algum visitante perdido ou algum ladrão, porém, uma checagem mais detalhada mostra que nada está emitindo os sons.

A Casa em Amityville – EUA

Esta casa situada no número 112 da Ocean Avenue, em Amityville, Nova York, foi palco de um brutal assassinato em 14 de novembro de 1974. Aos 23 anos, Ronald DeFeo Jr. atirou e matou seus pais e quatro irmãos. Pouco mais de um ano após o crime, George e Kathy Lutz e seus quatro filhos se mudaram para a casa dos DeFeo. A família adorou a casa, mas as coisas mudaram após poucos dias. Mesmo depois de ter o lugar abençoado por um padre, a família começou a passar por situações estranhas, como ouvir ruídos, passos e sentir odores misteriosos. A versão dos Lutz sempre foi contestada, e muitos dizem que ela fez parte de uma jogada de publicidade para um conto literário. O fato é que a casa de Amityville ficou conhecida como um dos lugares mais assustadores dos Estados Unidos. Atualmente, ela está à venda e ainda é visitada por dezenas de curiosos que querem ver de perto o imóvel que inspirou livros e filmes.

Forte de Fenestrelle – Itália

O Forte de Fenestrelle é a maior estrutura fortificada da Europa e a maior construção de muralha depois da Muralha da China.

Estava vendo um documentário que falava sobre construções assombradas e tomei conhecimento desta construção gigantesca  e tão monstruosa. Gigantesca porque sua construção é mesmo uma coisa absurda de tão grande. Não é exagero afirmar que só a Muralha da China é maior do que as muralhas de Fenestrelle. Monstruosa pelo simples fato de que milhares de pessoas morreram ali em suas batalhas sangrentas.

Uma escadaria gigantesca, como uma cachoeira enorme de muralha e degraus, um complexo gigantesco e triste de construções, que oferecia não apenas uma visão meio sacra e bárbara, como uma necrópoles de guerra ou um forte com proporções monstruosas, construída para impedir invasões de povos, ou para conter pelo terror milhões de rebeldes.

Foi constatado que atividades paranormais ocorrem ali em suas celas e masmorras, assim como em outros diversos cômodos e áreas abertas. Pouco se fala sobre esta faceta assombrada do local, pois existe um enorme esforço de se vender um produto histórico e só. Após vários estudos e pesquisas, constataram que o local é sim assombrado. Uma coisa estranha, grande, e bela. Era o forte de Fenestrelle.

Castelo de Bran – Romênia

Esse é sem dúvida um dos lugares mais emblemáticos e que jamais poderia faltar na minha listinha básica.

Todos nós sabemos que os vampiros não nasceram lá e muito menos nos Estados Unidos como muitas pessoas pensam, mas o mais famoso de todos eles sim, este veio de lá. Imortalizado no romance de Bram Stokler, Drácula teria sido inspirado em Vlad Dracul Tepes, príncipe e líder guerreiro que no século 15 lutou pela ordem dos Cavaleiros do Dragão ao lado dos cristão e contra os turcos. Exatamente isso que você leu, lutou ao lado de cristãos (!!!???!!!) A questão é que muitas lendas foram nascendo a partir daí. Entre elas diz-se que ele cometia barbaridades como empalar seus inimigos e beber o sangue deles. Logo, um mito nasceu. O castelo no qual morou fica na Transilvânia, região atualmente localizada na Romênia. Construído há cerca de dois mil anos, o Castelo de Bran é cercado de mistérios sobre a existência de passagens secretas e de acontecimentos sobrenaturais. Apesar da lenda de que Vlad tenha se transformado num vampiro, o que mais assusta no Castelo de Bran são as memórias das atrocidades cometidas por ele enquanto ainda era um ser humano. Vampiro ou não, ele permanece como um dos maiores mitos de todo o mundo. Fato.

Você pode conferir outras matérias um pouco sinistras acessando os links abaixo:

As curiosas Catacumbas de Paris

O descanso eterno das celebridades em Paris

A rota sinistra de Jack o Estripador

Castelo de Edimburgo – um marco histórico escocês

 

 

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *