Dicas & Destinos

Viajar sozinho pode ser uma grande aventura

“Viajar é uma maneira de nos espalharmos, de rompermos com nossas divisórias internas e aniquilarmos medos e tabus. Viajando é que descobrimos nossa coragem e atrevimento, nosso instinto de sobrevivência e nossa capacidade de respeitar novos códigos de conduta. Viajar minimiza preconceitos.” Martha Medeiros.

Romero BritoResolvi iniciar nosso papo de viagem deste mês com esta bela citação de Martha Medeiros sobre sua interpretação do que é viajar, pois irei falar um pouco para as pessoas que estão pensando em viajar sozinho e ainda estão com alguma insegurança.

Viajar sozinho não significa meter o pé no mundo de qualquer maneira, sem planejamento ou organização. O princípio é o mesmo, tem que haver pesquisa para encontrar bons preços, verificar a viabilidade de estar naquele lugar dentro do período proposto e buscar boas opções de hospedagens e passeios. Tenha um pouco mais de atenção somente nos detalhes com a escolha dos passeios e com as localizações dos hotéis. Dê preferência a hospedar-se em áreas mais movimentadas e que tenham sido indicadas por alguém de sua confiança ou por sites idôneos. Muita gente ainda se engana quando pergunta: e se acontecer algum imprevisto? E se eu precisar de orientação? Não é preciso pensar muito que vai acontecer o mesmo que aconteceria se você estivesse acompanhada, você vai ter que resolver. A única diferença é que você só vai contar com sua iniciativa para resolver o problema e não esperar que outra pessoa faça por você. Uma coisa é certa: se você é uma pessoa dependente, daquelas que não conseguem ou travam se tiver que fazer algo sozinha, nem cogite esta possibilidade de viagem.

Quando você opta por cair no mundo sozinho, pela primeira vez, uma sensação enorme de liberdade toma conta de todas as suas células, bate sim aquele pequeno frio passageiro na sua barriga e antes de imaginar que tudo pode dar errado, pense justamente ao contrário, que tudo pode dar certo. Viajar sozinho não é nenhum bicho de sete cabeças, pode acreditar em mim, viajo sozinha desde sempre e sou uma apaixonada por esta opção. Vale lembrar que viagem por mais planejada, organizada que seja, sempre tem uma pequena possibilidade de dar algo errado e isso não depende de você estar sozinha ou acompanhada. Cabe a você dar a devida proporção ao problema e resolver sem pânico os imprevistos, se eles aparecerem.

Portanto, cuide com muito carinho e atenção da sua viagem, namore seu roteiro e curta cada pedacinho dela. Quando voltar, já vai querer planejar a próxima. Pode acreditar.

* Texto extraído da minha Coluna de Turismo no site Empreendedorismo Rosa 

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.

 

2 Comentários

  1. 15 de maio de 2014 ás 14:44 Responder

    Excelente post! É justamente isso! Viajar sozinho também proporciona muito prazer! E esse prazer já começa no planejamento, pesquisa, estudo…e tem seu ápice ao chegar, ao estar ali, onde tantas vezes se viu apenas por fotos. Ou num lugar que você estava morrendo de desejo de voltar. Outra coisa que é incrivelmente atraente em viajar sozinho é a possibilidade, na verdade, pra mim, a certeza, de voltar pra casa com mais amigos na bagagem. Claro que numa viagem acompanhado a possibilidade é a mesma. Mas sozinho, parece que esse impulso de fazer novos amigos ganha uma força especial. #tambemebomviajarsozinho

    • 15 de maio de 2014 ás 17:29

      Olá Sérgio, que bom que você também curte viajar sozinho.
      Eu confesso que a possibilidade de fazer novos amigos é sempre muito bom.
      Sempre que posso, me organizo e caio no mundo sozinha :)

      Abraços,

      Naira Amorelli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *