Dicas & Destinos

Santorini: o Jardim do Éden na Grécia

Por definição, Jardim do Éden significa lugar de delícias ou paraíso. Embora a expressão tenha surgido nos textos bíblicos, ela poderia facilmente ter sido criada para descrever Santorini, uma das mais belas ilhas, não só da Grécia, como do mundo. Seus cenários pitorescos entrelaçam com maestria o azul do mar e as formas peculiares de seus conjuntos arquitetônicos, de tal maneira que é impossível não se apaixonar por este pedaço do paraíso.

As imagens falam por si só, mas é sempre bom conhecer outros detalhes, além do visual, antes de embarcar em uma viagem, mesmo que seja em direção ao paraíso. O convite é para se deixar levar pela beleza das fotos, conferindo ainda dicas sobre o que fazer, como chegar ou onde se hospedar em Santorini. Veja mais!

Santorini - Foto shutterstock

Santorini – Foto shutterstock

Sobre Santorini

A cerca de 200 km da costa da Grécia, Santorini faz parte do grupo de ilhas Cíclades e se destaca como uma das mais bonitas, justamente pelo conjunto da obra – as belezas naturais, a arquitetura bem característica e a oferta de diversos roteiros. A cidade de Santorini compreende as ilhas habitadas de Santorini e Terásia e as ilhas desabitadas de Nova Caméni, Velha Caméni, Aspronisi e Cristiana, onde os visitantes podem chegar de barco. Em uma área de 75 km², vive cerca de 20 mil pessoas, considerados privilegiados pelos viajantes que, se pudessem escolher, morariam ali sem pestanejar.

Vale lembrar que Santorini é o que restou de uma gigantesca erupção vulcânica que destruiu os primeiros assentamentos da antiga ilha e que criou a bacia geológica atual. Com o tempo, as comunidades que habitaram a ilha se adaptaram as suas características geográficas e, como resultado, surgiram os conjuntos arquitetônicos ajustados às ladeiras e ao cenário vulcânico dos arredores.

Com todas essas particularidades, Santorini não poderia ser mais envolvente. Não importa para onde o visitante concentre seu olhar, ele só avistará paisagens que mais lembram obras de arte. Trata-se, portanto, de um destino romântico, onde muitos casais vivem luas-de-mel inesquecíveis, enquanto outros poucos sortudos encontram o pano de fundo perfeito para selar a união.

Santorini - Foto shutterstock

Santorini – Foto shutterstock

O que fazer

Uma simples caminhada para observar suas formas arquitetônicas já pode ser definida como atividade imperdível em Santorini. Suas escadarias, que cortam suas construções, revelam várias surpresas ao longo do caminho, sendo capazes de entreter os visitantes, por horas e horas, na missão de descobrir um novo ângulo para fotografar o mar.

Para traçar uma rota, a dica é montar um roteiro cultural para visitar seus museus ou galerias. Nesse sentido, duas paradas obrigatórias são: Mnemossyne Gallery e o Museu da Pré-história de Thera. No primeiro, o viajante não apenas observa as obras de arte em exposição, como também pode levar exemplares para a casa. Roupas, artigos decorativos e acessórios estão entre as opções que podem ser adquiridas no local. O museu, por sua vez, permite que o visitante percorra diferentes épocas, graças ao contato que proporciona com artefatos produzidos ao longo do tempo pelos povos que viveram na região.

Caso a ideia seja percorrer suas ruelas para chegar até os melhores pontos para admirar sua beleza, o passeio ideal é conhecido como Hiking Trail Fira – Oia, uma trilha que liga os dois vilarejos de Santorini. O visitante tem a opção de percorrer o caminho a pé, alugando um quadriciclo ou montando em um dos jumentos com sela à disposição em vários locais da ilha.

O roteiro inclui ainda passeios de barco para desbravar as praias, lagoas e ilhas dos arredores, bem como visitações às vinícolas também encontradas nas redondezas. As agências de turismo que se espalham pela ilha devem ser consultadas antes de decidir como melhor aproveitar o dia por ali.

Alimentação grega - Foto shutterstock

Alimentação grega – Foto shutterstock

Onde comer

A culinária grega é uma experiência turística por si só. Além do sabor inconfundível, comum em todo o país, em Santorini as refeições ganham outro toque especial: o cenário. Bares, restaurantes e tavernas disputam o território com o intuito de instalar suas mesas onde o visitante possa desfrutar da melhor visão da ilha. O esforço é facilmente reconhecido pelo viajante, que faz questão de se sentar do lado de fora para observar toda a magia de Santorini de uma forma ainda mais completa.

Dentre os lugares que merecem uma parada, se destaca o Palia Kameni Cocktail Bar, onde é possível admirar o pôr-do-sol de um ângulo privilegiado. Para garantir o momento, é possível reservar uma mesa com antecedência, pelo site do próprio bar. A tarifa é inserida no valor total da conta e pode ser paga depois da refeição.

Também em Firá, onde fica o Palia, há várias alternativas para os viajantes. Um exemplo é a taverna Stamna, conhecida entre os turistas por servir receitas típicas da Grécia como o Moussaka (tipo de lasanha com carne de cordeiro) e o Pita Gyros (o tradicional churrasco grego servido em um cone de pão).

O Restaurante Porto Castello realiza uma verdadeira festa aos sábados à noite, quando acontece um jantar com dança grega e os pratos são quebrados, resgatando um dos mais conhecidos costumes gregos. Para dançar e cair na balada, há vários endereços, é só se programar depois de conferir a beleza do entardecer. E um último adendo: o vinho é a melhor pedida para acompanhar qualquer refeição na Grécia, especialmente os rótulos criados na região.

Vilarejo de Oia - Foto shutterstock

Vilarejo de Oia – Foto shutterstock

Como chegar e onde se hospedar

Para se hospedar, as melhores regiões são Firá e Oía, onde se concentra boa parte dos hotéis de Santorini. Muitos dos meios de hospedagem da ilha têm um muito especial em comum: piscinas com vistas deslumbrantes, onde os hóspedes descansam e aproveitam para registrar cada detalhe da paisagem.

O acesso até Santorini é feito de duas maneiras: de barco ou de avião. As embarcações saem de Piraeus, Thessaloniki e Creta e chegam até a ilha depois de uma viagem de 4 horas. O Porto Athinios recepciona os visitantes, abrigando também várias lojas de souvenires, restaurantes e paradas de ônibus que percorrem Oía e Firá. Para desembarcar no aeroporto, é preciso voar saindo de Atenas. O percurso é feito em menos de uma hora de viagem. O início da viagem a partir do terminal aéreo pode ser feito de táxi, de ônibus ou alugando um carro em uma das locadoras disponíveis no local.

Impossível discordar que Santorini é um paraíso, não é mesmo?

Esse artigo foi desenvolvido por: Blog da Mala Pronta

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *