Dicas & Destinos

Esse tal de jet lag…

Quem nunca ficou balançado, mareado, irritado ou apenas cansado depois de um voo intercontinental corre seriamente o risco de ser um mentiroso nato.

Algumas pessoas até possuem uma resistência maior a esse tal de jet lag, mas isso não significa que elas não sejam acometidas deste mal de todo viajante.

Geralmente o jet lag acontece quando a diferença de fuso horário é muito grande, mas, algumas pessoas mais sensíveis podem sentir seus efeitos com poucas horas de diferença. Pensando nisso, darei aqui algumas dicas pra te dar uma forcinha e evitar alguns efeitos deste nada legal companheiro de viagem.

relógio

Jet lag: como evitar

Vamos começar falando sobre o que é de fato o jet lag. Este termo é utilizado para explicar  aquilo que sentimos quando o nosso relógio biológico está desajustado com o relógio real. É, aquele da parede da sua cozinha, esse mesmo. Todos nós temos um “relógio interno” que dita a hora de comer, dormir, de ir ao banheiro, etc. Na verdade, esse “relógio interno” tem domínio até sobre o seu humor e a sua pressão sanguínea. Aí, você resolve viajar e pega aquele voo enorme e cruza diversos fusos horários, naturalmente ele vai ficar um pouco desorientado. É aí que começa a parte ruim.

O nosso corpo está acostumado a responder a um padrão de luz do sol, que é a forma como ele diferencia o dia da noite e ajusta o ponteiro do relógio. Quando o dia não corresponde ao número de horas que o cérebro espera, ou seja, quando há uma quebra violenta neste  ciclo, o seu “relógio interno” dá uma pifada e para de funcionar direito. Aí o tal do jet lag aparece.

Você já deve ter conhecido alguma pessoa que durante o horário de verão dá uma reclamada, sentindo-se cansada, indisposta durante os primeiros dias. Isso também ocorre em função desta mudança de luminosidade x escuridão.

Existem também algumas pessoas que sentem efeitos incômodos em viagens mais curtas com apenas uma ou duas horas de diferença do horário de casa. Estas certamente são bem mais sensíveis. Neste casos, um dia já resolve o problema para a adaptação ocorrer, sem maiores estragos.

Mas e como saber se o que você está sentindo é jet lag?

Geralmente os sinais são os mesmos e super fáceis de identificar. Os mais comuns são fadiga, mau humor, estresse, desconforto intestinal, insônia e confusão.

irritação

Como evitar ou minimizar os efeitos do Jet Lag?

Existem algumas técnicas simples que você pode fazer para amenizar ou até mesmo eliminar os sintomas dessa indisposição.

Aos pouquinhos, ajuste os ponteiros do seu relógio biológico antes de viajar.

Experimente alguns dias antes da viagem ir fazendo mudanças gradativas na hora de dormir e acordar para que seu corpo comece a se acostumar com a alteração. Leve em consideração a direção para onde você vai viajar. Dormindo mais cedo ou mais tarde conforme for o caso.

Lembra que a luz é o principal elemento de regulação horária do nosso corpo? Então, se você está indo para o oeste, onde é mais cedo, se exponha à luz da manhã para que seu corpo entre no clima. Se você está indo para o leste, onde é mais tarde, procure o entardecer para que seu corpo entenda que já é hora de pensar em dormir.

tempo

Alimentação e descanso

Seu corpo já vai passar por alguns perrengues, então,  por que cansá-lo ainda mais com comidas pesadas e de difícil digestão e bebidas alcoólicas? Opte por comidas e petiscos leves e saudáveis. Alguns dizem que 24h é suficiente, mas eu prefiro aumentar um pouquinho esse tempo e dou para meu organismo se adaptar 48h de alimentação mais light. Evito também me esforçar muito. Já me planejo para quando chegar no destino de viagem fazer coisas bem leves também, nada que force muito a barra. Geralmente dou uma passeada pela região do hotel para me ambientar e volto para o quarto para descansar, dormir mesmo. Fecho todas as cortinas do quarto deixando ele o mais escurinho possível, me hidrato bastante, arrumo minha cama de forma bem confortável e voilà, durmo como uma princesa de contos de fadas. Isso sempre funciona. No dia seguinte minha disposição sempre é maior e posso aproveitar bem mais a viagem.

sono

Ajuste-se ao horário local

Essa parte é a mais louca de todas. Seu corpo vai pedir uma coisa e você vai ter que fazer outra. Confuso? É assim mesmo, você se acostuma rápido, acredite.

Procure sempre que possível respeitar o horário das refeições de acordo com o fuso no qual você está. Ainda são dez da manhã e você está com vontade de comer um boi no almoço? Controle-se com uma barrinha de cereal, um chocolatinho e abstraia esse pensamento. Deixe para almoçar no horário que todos ali estarão almoçando. Lembre-se que você por um determinado período precisa estar inserido no mesmo tempo que todos ali. A mesma dica vale para a hora de dormir: vá para cama quando for noite, acorde pela manhã. Ainda que os horários não estejam todos certinhos quanto em casa, é importante se esforçar para que a adaptação ocorra de forma rápida e você não acabe trocando o dia pela noite.

Dicas extras

? Se você estiver viajando profissionalmente e tiver alguma reunião ou compromisso importante agendado, tente marcar seu voo com pelo menos dois dias de antecedência. desta forma seu organismo vai ter tempo suficiente para se acostumar e você não estará com seu capacidade de raciocínio rápido comprometida.

? Se você pratica esportes ou alguma atividade física de forma regular, não deixe de fazê-la durante a viagem. Você pode até reduzir um puco a pressão e fazer um pouco menos, mas lembre-se que seu corpo precisa compreender que apesar das mudanças você tem uma rotina. Tente segui-lá sempre que possível.

Acredito de coração que com essas dicas sua viagem vai correr da forma mais tranquila possível e você vai rapidinho se adaptar e chutar pra longe esse tal de jet lag.

happy

Se você tiver alguma outra dica, compartilha com a gente aqui nos comentários. Assim, você vai estar ajudando um tantão de outras pessoas que estão buscando um help para curtir da melhor forma sua viagem.

Boa viagem!

 

O Primeiro Shopping de Containers da Zona Sul Carioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *