Esporte & Aventura

Los Cabos – o paraíso verde para os praticantes do golfe

Se Los Cabos já enche os olhos de qualquer visitante, para os golfistas é um verdadeiro paraíso verde. Poucos lugares no mundo reúnem tantos campos de qualidade internacional, com traçados e estilos diferentes, assinados por grandes nomes do esporte, tão próximos um do outro. E mais: com um clima convidativo o ano todo para partidas memoráveis.

Em Los Cabos, o jogador tem à sua disposição um total de 216 buracos de golfe, divididos em doze campos, um mais espetacular do que o outro. Não estranhe se encontrar artistas, grandes empresários e até chefes de estado dando suas tacadas por lá, já que a região reúne alguns dos melhores hotspots do mundo – um feito e tanto, visto que há mais de 30 mil locais para a prática do esporte espalhados pelo planeta.

Um bom campo de golfe depende ao menos de dois fatores: sua localização, que vai determinar a beleza do entorno, algo em que Los Cabos é imbatível, por sua mistura de cenários com mar, deserto e formações rochosas, e o seu traçado e manutenção, itens que foram muito bem planejados pelos empreendimentos instalados na península da Baja California.

Jack Nicklaus, o Golden Bear (Urso Dourado), que o diga. Considerado o maior golfista de todos os tempos (sim, ele ainda detém mais recordes do que Tiger Woods, o mais conhecido da nova geração), assina o traçado de cinco localidades para a prática do esporte na região. O Palmilla Golf Club, seu primeiro trabalho na América Latina, possui três traçados de nove buracos cada, totalizando 27, a maioria deles com vista para o Mar de Cortés. É golfe de primeiríssima linha.

No Cabo del Sol, Nicklaus criou o Ocean Course, seu segundo trabalho no México, que chegou à 97ª colocação no ranking dos melhores do mundo da Golf Magazine, uma das mais prestigiadas do esporte; e ao 88º lugar na lista da revista Golf Course Architecture. Ele mesmo definiu o local como a melhor propriedade de golfe que já viu. Não é à toa: o campo tem vista para montanhas, deserto e para o mar – sete buracos correm ao lado do oceano.

O terceiro projeto de Nicklaus no México foi o El Dorado Golf & Beach Club, que tem seis buracos diante do mar e os outros 12 cercados por cânions, árvores, cactos e formações rochosas. Fãs do esportista também devem visitar o Club Campestre San José, situado no pé das Sierras. Quem se cansar dos campos desenhados pelo craque – algo virtualmente impossível de acontecer – pode optar pelo Puerto Los Cabos Golf Club, que contratou Nicklaus para desenhar nove buracos – o Mission Course – e o australiano Greg Norman, o Shark, para fazer os outros nove – o Marina Course. Dizem que o jogo começa no Tubarão e termina no Urso, uma alusão ao apelido de ambos.

Os grandes nomes do golfe não param por aí: Tom Fazio, um dos mais aclamados designers de golfe do mundo (do time daqueles arquitetos puros, que nunca foram atletas), assina o Querencia Golf Club. Esse foi o seu primeiro projeto no México, e conquistou o primeiro lugar da lista dos melhores campos do país da revista Golfweek. Outra opção imperdível é o The Desert Course, também no Cabo del Sol, que foi projetado pelo ex-golfista americano Tom Weiskopf. Apesar do nome e de estar cercado pelo deserto, seus 18 buracos também têm vista para o mar.

A família Dye, do lendário Pete Dye, criador de alguns dos mais difíceis campos de golfe do planeta, também tem projetos na região. Roy Dye, irmão de Pete, criou o Cabo San Lucas Country Club, o único da região com vista para o El Arco, em Cabo de San Lucas. Mas se você quer dificuldade e desafios talvez sua melhor opção seja o Cabo Real Golf Club, desenhado por Robert Trent Jones Jr, de outra lendária família de designers americanos de campos de golfe, considerado um dos mais difíceis da região – o buraco 14, por exemplo, corre à beira de um precipício de um cânion a 150 metros acima do nível do mar.

Outro campo difícil é o Punta Sur Golf Course, o primeiro da região, construído em 1987. Com apenas 9 buracos, tem design plano, mas exige tacadas precisas pois as raias não são muito largas.

Para variar um pouco de estilo, não deixe de ir ao The Dunes Course, no Diamante Cabo San Lucas, criado pelo jogador do PGA Tour Davis Love III. Trata-se de um autêntico links, que é o estilo dos campos escoceses, com poucas árvores, muitas ondulações e à beira do mar – a diferença é que num campo links em Los Cabos o clima e a temperatura são bem mais agradáveis do que na Escócia.

No mesmo empreendimento está localizado o El Cardonal, campo projetado pela  empresa do campeão Tiger Woods. “Pensei muito na estratégia para fazer os golfistas pensarem e tomarem decisões, independentemente do seu nível de jogo”, disse o esportista, que ainda tenta bater os recordes de Nicklaus – pelo menos o título de maior designer de campos da Baja California ainda deve permanecer com o Golden Bear por muitos e muitos anos.

PLANEJE A SUA VIAGEM COMPLETA AQUI


♦ HOSPEDAGEM: Booking | Hoteis.com | Trivago | Hostelsclub

Airbnb - Ganhe R$100 de desconto


♦ SEGUROS DE VIAGEMSeguros Promo  | Sulamérica Seguros


♦ CASAS DE CÂMBIO: Melhor Câmbio ♦ CARTÃO DE CRÉDITO INTERNACIONAL: ZenCard (pré-pago)


♦ INGRESSOS INTERNACIONAIS PARA ESPORTES E SHOWSSports Events 365


♦ PASSAGEM AÉREA: ConectaVoos | Tam | Avianca | Azul | Gol | Decolar | Voopter | Maxmilhas


  ♦ TICKETS DE TREM: Rail Europe ♦ PASSAGEM DE ÔNIBUS: ClickBus ♦ ALUGUEL DE CARRO: Rentcars


♦ PACOTES DE VIAGEM: Hotel Urbano | CVCTOURS, PASSEIOS E EXCURSÕES: Viator | Ticketbar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *