Dicas & Destinos

Macau: o ponto de encontro entre a cultura oriental e ocidental

Macau pode não ser um destino muito comum entre os turistas brasileiros, mas a região pode ser uma ótima escolha para quem procura entretenimento, cultura e boas compras na Ásia.

Última colônia europeia na Ásia, a Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) situa-se a cerca de uma hora de Hong Kong e foi colônia portuguesa por mais de 400 anos até ser devolvida à China no ano de 1999. Como fruto de seu passado histórico, esse pequeno território apresenta uma mistura interessantíssima entre as culturas portuguesa e chinesa que faz valer a visita.

Apesar de ter sido administrada por portugueses, encontrar habitantes que realmente falem português não é uma tarefa fácil, sendo mais comum encontrar o idioma em sua forma escrita, como acontece nas placas de sinalização. Todavia, embora a língua não seja muito falada na região, ainda existem aqueles que lutam por difundi-la e reavivar o interesse por ela.

No Largo do Senado, centro histórico da cidade e considerado patrimônio mundial pela UNESCO, é possível encontrar um lugar com cara de Europa e ótimos exemplos de arquitetura colonial tal como podemos ver no Brasil. Ali é o local em que você poderá perceber fortemente o intercâmbio cultural entre Oriente e Ocidente resultado de uma colonização portuguesa em terras chinesas. Além disso, o Centro de Turistas situado no local disponibiliza gratuitamente o serviço de guia áudio em português, bom aliado na hora de compreender melhor toda a história que o lugar oferece e todo o passeio pode ser feito a pé.

O Largo do Senado também deixa evidente a herança colonial da cidade.

Como cidade é relativamente pequena e amiga dos turistas pedestres, sendo possível caminhar pelo centro de Macau sem problemas. A construção, que é Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO, e leva o nome de “Ruínas de São Paulo” é o ponto turístico mais famoso, ela pegou fogo três vezes ao longo dos séculos, só restando a sua fachada principal e as escadarias, mas, ainda assim, é um ponto de parada obrigatório para qualquer visitante. Aproveite para conhecer também o Museu de Arte Sacra e a Cripta que ficam dentro do complexo.

Por quase cinco séculos Macau viveu sob domínio português, legando à cidade uma arquitetura única como a retratada aqui, junto às ruínas de São Paulo, com sua imponente fachada barroca.

Detalhe da fachada barroca das ruínas de São Paulo.

A Fortaleza do Monte, por sua vez, é outro local turístico interessante e possuía a função de defesa, mas hoje funciona como um museu dedicado à arqueologia e à antropologia da região, com foco em como chineses, portugueses e macaenses vieram a viver e trabalhar juntos.


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


Para aqueles que são amantes de adrenalina, na Torre de Macau, além de se ter uma vista fantástica ao subir em seus quase 340 metros de altura, ainda é possível saltar de um dos bungee jumps mais altos do mundo.

Com 338 metros de altura, a Macau Tower oferece a melhor vista da cidade. O observatório no topo oferece, além de vistas panorâmicas, restaurantes, cinema, shoppings, a famosa Skywalk X (uma passarela que dá a volta na torre) e o bungee jumping com 233 metros!

Já se você é fã de poker, então, Macau é seu lugar na Ásia. A região é também conhecida mundialmente como a “Las Vegas Chinesa”, possui cassinos incríveis, e é palco de grandes campeonatos, como o Macau Poker Cup (MPC), a série de torneios de elite na Ásia, e o PokerStars Championship Macau, em que o brasileiro Felipe Mojave – um dos melhores jogadores do mundo – conseguiu o terceiro lugar neste ano.

Quem pensa em fazer compras, vale a pena dar uma olhada nas joalherias. A região é famosa por seus artigos em ouro e com pedras precisas e os preços chegam a ser bastante convidativos.

Quando se trata de gastronomia, Macau oferece uma culinária de quase todas as esquinas mundo, com destaque, claro, para a cozinha oriental e lusitana, ou seja, é fácil encontrar locais que vendem um bom pastel de Belém e restaurantes genuinamente portugueses. Além disso, existem opções que encaixam em todos orçamentos.

Aqueles que pensam em viajar diretamente para Macau não precisam se preocupar com a obtenção de visto prévio, pois, assim como Hong Kong, a região é considerada uma zona administrativa especial. Dessa forma, brasileiros podem obter o visto, gratuitamente, em qualquer fronteira terrestre, marítima ou aérea, bastando apenas ter em mãos um passaporte válido por, no mínimo, seis meses. Caso o turista viaje da China continental a Macau e deseje retornar ao destino de origem, deverá estar de posse de visto de duas entradas para a China continental.

Suas dezenas de cassinos faturam tanto quanto seus equivalentes de Las Vegas, com a vantagem de possuir uma lucratividade muito maior. Com sua arquitetura inusitada, o casino Gran Lisboa é um dos ícones da cidade.

Locais de acomodação é o que não falta e fazer reservas é fácil, porém a grande maioria dos hotéis são de 4 ou 5 estrelas e as opções de albergues não são muitas. Aqueles que não têm muito tempo, mas, ainda assim, querem conhecer esse pedacinho da China, a melhor opção é pegar uma balsa saindo de Hong Kong, passar o dia e voltar. As passagens podem ser adquiridas antecipadamente ou no embarque e a travessia dura certa de uma hora.

Em termos de segurança, Macau é considerada uma cidade bastante segura. Sair durante o dia ou à noite é tranquilo, esteja você só ou acompanhado, o que faz do local um ótimo destino para os que gostam de viajar sozinhos.

Quanto ao dinheiro, casas de câmbio e bancos estão espalhados por toda a cidade e as cotações não diferem muito de uma para outra. Ademais, sacar dinheiro com cartões de débito é algo fácil, pois existem milhares de caixas eletrônicos que aceitam cartões internacionais. O mesmo pode ser dito dos cartões de crédito, uma vez que eles são aceitos sem dificuldade na grande maioria dos estabelecimentos.

Por fim, em Macau, marcas da cultura portuguesa estão por toda parte e caminhar por suas ruas é como se a gente estivesse percorrendo um pedacinho de Portugal. Ruas estreitas, calçadas de pedras portuguesas, os nomes nas placas.

As placas misturando línguas é uma atração à parte!

Além da herança portuguesa e dos casinos modernos, Macau tem ainda uma terceira face: a chinesa. A cidade tem inúmeros templos típicos, como o Templo Kuan Tai.

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI


Seguros Promo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *