Descubra Portugal

Viagem de trem por Portugal: o que ninguém te contou

Hoje eu resolvi contar pra você uma experiência meio “delicada” nesta minha viagem de dois meses por Portugal, fugindo um pouco das dicas de hotéis, lugares para visitar e serviços que eu testei e recomendo. O papo de hoje é sobre minha primeira viagem de trem em Portugal

Vamos começar pela escolha do destino. O Alentejo tem visitado minha imaginação com uma frequência muito grande e nesta minha “bigtrip” por Portugal, finalmente consegui encaixar o destino no meu roteiro pra lá de estudado e bem desenhado. Foi então que me veio aquela dúvida básica: autocarro ou comboio? Ops, quero dizer: ônibus ou trem? Bem, na verdade não foi assim não, foi mais ou menos: – caraca, finalmente vou andar de trem em Portugal!!! É, foi mais assim… O fato é que o trem foi logo a minha primeira opção, afinal, no Brasil já tem bastante ônibus, né?

Totalmente convicta desta ser a melhor opção lá fui eu comprar minha passagem online. Entrei no site dos Comboios de Portugal e fiz todo o processo de forma muito prática. Logo selecionei o destino, no meu caso como estaria saindo de Lisboa, a minha amiga Ana Catarina do Blog Turista Profissional que é mega entendida de Portugal, me deu a dica de escolher a estação Sete Rios, mais central do que a Estação Oriente, por exemplo, que apesar de lindona fica em uma zona mais afastada da cidade. O destino final seria Évora, minha base no Alentejo, de onde iria fazer diversos passeios pela grande região ao longo de sete dias.

Data escolhida, lá fui eu vasculhar as opções. Basicamente as diferenças são pequenas na hora de escolher. No meu caso só havia a opção Intercidades (IC), só me restava selecionar o horário e a classe para finalizar. Como eu estava comprando com alguma antecedência, tive ótimas opções de desconto na tarifa. Como opção de primeira classe o custo em euros era de 16,50 e o de segunda classe de 12,40. Já com os descontos ficava por 10,00 na primeira classe e 7,00 na segunda classe. Já havia pesquisado bastante e optei por comprar o bilhete promocional da segunda classe mesmo uma vez que a viagem duraria pouco mais de uma hora. Horário selecionado, chegou o momento de preencher minhas informações, selecionar assento e confirmar o pagamento. Mas antes de tudo, já faça seu cadastro no site para poder efetuar sua compra online.


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!💡 Clique neste link para encontrar os melhores preços. 💡 ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


O tempo passa, viajo para Portugal e após 10 dias em Lisboa, chega a hora de finalmente conhecer o comboio pessoalmente. De mala tamanho médio (meu mundo por dois meses estava ali), mochila com bugigangas profissionais, bolsa e um tripé, lá fui eu de Uber para a estação Sete Rios com mais de uma hora de antecedência. Sim, eu sou dessas, ainda mais quando não conheço nada do que deve ser feito como neste caso.

Antes da viagem eu fiz pesquisas em muitos sites e blogs com a intenção de pegar o máximo de informações possíveis pra tudo dar certo. Procurei dicas sobre como localizar o trem na plataforma, como minha mala ficaria dentro do vagão, tudo que foi possível procurar eu procurei. Até encontrei boas informações, mas em lugar nenhum eu havia encontrado uma que me faria repensar a possibilidade de viajar de trem na minha condição.

Plataforma certa, horário se aproximando, trem sendo anunciado no painel e no sistema de som da estação e lá chegava o trem. Me aproximei do meu local de embarque, exatamente como havia lido em algum blog e me posicionei a esperar. Pouco tempo depois lá estava ele parando quando me deparei com um pequeno detalhe, não, na verdade três detalhes: portas muito estreitas, degraus e um grande espaço entre o trem e a plataforma. aí você deve estar pensando: – eita, que fresca essa mulher!! Mas vamos a pequenos detalhes que escrevi aqui acima: uma mala média (pesando uns 22kg), uma mochila com quase 10kg, bolsa e tripé. Lembra? Então vamos fazer um exercício de imaginação, ok? Pense em uma mulher grandalhona, abrindo as pernas para se equilibrar entre o primeiro degrau do trem e a plataforma, jogando uma mochila pra dentro do trem (de qualquer jeito mesmo), catando no braço e jogando pra dentro do trem uma mala média, a essa altura a bolsa e o tripé já estavam escorregando e quase caindo, tudo se equilibrando (e rezando) pra não cair. Cansou só de imaginar, né? Pois… essa foi minha primeira experiência no comboio. E antes da pergunta óbvia vir à sua mente, não, ninguém se prestou a me ajudar.

Depois que consegui entrar, dei passagem para o povo que estava bufando atrás de mim, querendo entrar no trem e reuni minhas tralhas de forma organizada no guarda volumes e fui procurar meu lugar que estava logo a seguir. Por sorte eu entrei na “carruagem” certa. Na estação que eu estava não havia nenhuma marcação com numeração e nem mesmo um funcionário para dar qualquer tipo de informação, conforme uma série de blogs falavam que existiria. Se quisesse falar com alguém, teria que descer a escada e procurar uma pessoa disposta a me ajudar.  

Acomodada em meu lugar era hora de relaxar e curtir a paisagem. Na verdade eu lutei pra não dormir mesmo, sou daquelas que qualquer balancinho já dá soninho. Na verdade, foi um senhor bem simpático que passou para validar o bilhete do trem que me fez despertar com um “bom dia” com voz de locutor daqueles programas melosos de fim de noite nas rádios FM.

Durante o percurso, correu tudo muito bem, sem nenhum inconveniente. Foi nesse tempo que cheguei à conclusão de que a maioria das pessoas escreve apenas para quem viaja com malinha pequena e leve. Será que ninguém nunca achou estranho ter que se equilibrar desse jeito pra jogar a mala pra dentro do trem? Será que é assim em todas as estações? Já li que o ideal é levar apenas uma mala e até aí, ok, faz todo sentido, mas como entrar e se equilibrar…

Seguindo algumas outras orientações dos blogs que li, também dei uma atenção maior à minha mala na hora das paradas, vai que algum espertinho dá um perdido nas minhas coisas? Não era muito comum isso acontecer, mas já houveram alguns relatos e por isso, atenção nunca é demais.

Mas, a vida boa estava acabando e já chegava a hora de sair do trem e passar por toda aquela enrolação de novo: mala pesada, pernas abertas e malabarismo pra não cair. Povo bufando atrás de você querendo sair logo do trem, mas tudo bem, viagem sem perrengue não rende boas histórias e ainda tem muita viagem pra seguir aqui por Portugal.


Naira Amorelli viajou para Portugal em press trip organizada pelo Portal de Portugal e Embarque na Viagem. Esta ação conta com o patrocínio do Cidadania Já – empresa de consultoria que busca ajudar os descendentes de portugueses a adquirirem a dupla cidadania portuguesa. E apoio do Mysimtravel – chip internacional que te deixa conectado durante a viagem com toda a segurança e economia que você precisa – e Assist Trip, assistência de seguro viagem assegurada pela Zurich e mais nova marca a integrar o portfólio da Seguros Promo.

 


PLANEJE A SUA VIAGEM COMPLETA AQUI


♦ HOSPEDAGEM: Booking | Hotel Urbano | Airbnb - Ganhe R$130

♦ SEGUROS DE VIAGEM: Seguros Promo  | Sulamérica Seguros

♦ CHIP INTERNACIONAL: My Simtravel

♦ ALUGUEL DE CARRO: Rentcars

  ♦ TICKETS DE TREM: Rail Europe

TOURS E EXCURSÕES: Ticketbar

♦ PASSAGEM AÉREA: Passagens Promo

♦ CARTÃO DE CRÉDITO INTERNACIONAL: ZenCard (pré-pago)

INGRESSOS PARA MUSICAIS, TRANSFERS E TOURS GUIADOS: Weplann

♦ INGRESSOS INTERNACIONAIS PARA ESPORTES E SHOWSSports Events 365

PARQUESUniversal Studios Florida | Universal's Islands of Adventure | Universal’s Volcano Bay


10 Comentários

  1. 28 de outubro de 2018 ás 20:22 Responder
    Marcio Nogueira

    ALERTA AOS BRASILEIROS…Em Julho 18 viajei do Porto a Lisboa de “Comboio” na 1a. Classe, porem o vagao estava lotado e meu lugar estava tomado. Nao respeitaram a marcacao das passagens teve um over booking e nao havia ninguem no trem para solucionar o problema. Mesmo com mais de 60 anos viajei sentado no chao por quase uma hora. Os europeus em ferias em Portugal acharam um absurdo mas ninguem se mecheu para desocupar o meu lugar ocupado por um portuguesinho de uns 17 anos. Quando me aproximava de Coimbra apareceu um bilheteiro surpreso com a situação. Reclamei e me disse para reclamar na estacao. Nao pensem que a europa e uma ilha de desenvolvimento. Tem muita desorganizacao e gente sem educação. No Brasil certamente alguem teria me cedido o lugar. Lá e cada um por si e o turista que se dane. Nao somos de lá e nao somos bem vindos. Nao precisam de nos. Na estação tambem nao se incomodaram e pediraram para abrir uma reclamação contra a Comboios. Como noticiam os jornais em Portugal, a empresa esta quebrada e os vagoes sao arrendados da Espanha a qual por dua vez nao estava disposta a renovar o contrato de locacao dos vagoes. Fiquem atentos ao comprar seus bilhetes pois a empresa nao atende satisfatoriamente seus clientes.

    • 29 de outubro de 2018 ás 03:16
      Marisa

      Ah sim…no Brasil teriam mesmo cedido o lugar, até porque sao todos muito educados lá …nao passam a mão nas mulheres nos trens e ônibus nem nada 😒😒 nao roubam tambem, é uma maravilha viajar lá😒😒
      obviamente Portugal é mais desenvolvido que o Brasil ja para nao falar no resto da Europa porém gente mal educada ou insensivel existe em todo o lado e quando viajamos ,até mesmo no nosso pais quanto mais no pais dos outros, temos que estar prontos para inconvenientes.

    • 31 de outubro de 2018 ás 14:21
      valmi

      No Brasil? te cederiam um lugar?… melhor não voltar, isso não existe mais….

  2. 28 de outubro de 2018 ás 19:55 Responder
    Marisa Campos Aguiar

    Fui de Lisboa para o Porto! E o que me preocupou um pouco, foi a questão da mala! Eu fiquei sentada um pouco longe da mala! Mas graças a Deus, deu tudo certo! Tive sorte quando entrei no comboio, um rapaz me ajudou com a mala! E quando cheguei ao Porto, minha amiga ja me esperava na estação!
    Fiquei 10 dias no Porto! Foi tudo lindo! Na volta para Lisboa, onde eu ainda iria conhecer Fatima, voltei de comboio! Ai senti o problema! Voltei com duas malas de 22kg+bolsa de mão! Só que dessa vez, minhas malas ficaram perto de mim! Pois como sair cedo do Porto, tive sorte de pegar lugar vazio!
    Chegando em Lisboa, fui para a parte baixa de Lisboa! E a estação que desembarquei, era perto do hotel!
    Tive uma grande sorte da estação ser perto do hotel! Liguei para o hotel, e a recepcionista disse que eu estava perto dali! Que não precisaria de taxi! Pois ela estaria pedindo para um camareiro ir me ajudar! Feito!
    O camareiro foi me ajudar, com muita simpatia!
    Adorei Portugal! Voltei para o Brasil chorando!! Pois eu queria demais ficar ! Pretendo ainda voltar e quem sabe, voltar para ficar!
    Fiz amizades maravilhosas!! Fui muito bem recebida, por pessoas que nunca vi na vida! E na despedida muito choro já de saudades! Senti que de alguma forma, não sei explicar como, faço parte ou fiz parte daquele país!
    E em algum momento em vidas passadas se de fato teve vidas passadas, fiz parte daquela familia que me recebeu com muito carinho sem saber quem eu era! Minha amiga portuguesa Vilma, me colocou na familia de uma forma tão especial, que ficarão para sempre no meu coração!

  3. 28 de outubro de 2018 ás 19:53 Responder
    Ronaldo

    Gostei de ler a respeito pois gostaria de fazer essa viagem.

  4. 28 de outubro de 2018 ás 19:48 Responder
    Paulo Ribeiro

    Viajei de trem por Portugal (na classe turística) e não passei por nada disso. Viajar com muita bagagem é complicado mesmo.

  5. 28 de outubro de 2018 ás 15:41 Responder
    Maria

    O que não entendo e que normalmente, em todos os trens da Europa , quando eles param sai um apoio para vc entrar, tipo um batente. E em Portugal não?

  6. 28 de outubro de 2018 ás 14:02 Responder
    Marcus Costa

    Uma história que cabe em uma nota.

    Viajem de Trem em Portugal, vale a pena mas cuidado com as bagagens em excesso.

  7. 28 de outubro de 2018 ás 09:58 Responder
    EUNICE MARIA GUADAGNIN

    Olá!!! Fiquei contente em ler sobre isso.
    Andei de trem na Itália e passei pelos mesmos perrengues. Todo mundo só fala da parte boa, ou seja, esquece da hora da entrada e saída nos trens. Meu irmão estava viajando em grupo por exemplo e não se ligaram no tempo das paradas. Acabou que parte do grupo não conseguiu descer na parada correta. Imagina a contusão, até conseguirem se reencontrar….
    Muita história de viagem. Isso é bom, mas na hora é triste!!!!

  8. 28 de outubro de 2018 ás 08:27 Responder
    Judá Chaves

    Bom dia… Se optasse por escolher a primeira classe, ja teria um local mais espaçoso para colocar as suas bagagens e não teria gente atrás de si a bufar atrás de si porque é mais caro o bilhete.Uma vez que o que escolheu é mais barato é onde a maior parte do que os passageiros optam. O que escolheu fica a carruagem mais cheia de passageiros, sem espaço para movimentar e sem espaço para colocar bagagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *