Gastronomia etc.

Alergia alimentar: como lidar com esse problema durante as viagens

Alergia alimentar em viagens: Leve medicação, verifique os rótulos e converse com os chefs de cozinha

Aproximadamente 4% da população mundial possui alergia alimentar. No caso das crianças menores de três anos, o número é ainda maior: 6%. Alguns alimentos, em especial, são responsáveis pelo desencadeamento de crises alérgicas: leite de vaca, ovo, trigo, soja, amendoim, castanhas, peixes e frutos do mar.

As alergias causadas por leite, ovo, trigo e soja geralmente desaparecem na infância. Reações a amendoim, nozes, castanhas, peixes e frutos do mar podem permanecer durante toda a vida. Para não ter problemas em viagens, é importante tomar algumas precauções.

A orientação geral é excluir o alimento que causa alergia na dieta. Para tanto, é necessário tomar cuidado em restaurantes e supermercado. Converse com os chefs de cozinha para saber como são preparados os alimentos, já que o compartilhamento de utensílios pode provocar uma reação alérgica. Também pergunte os alimentos utilizados para os pratos, a fim de escolher a melhor opção para sua restrição alimentar.

No caso de alimentação nos voos, a sugestão é levar a sua própria comida, para evitar surpresas. Apesar disso, as companhias aéreas normalmente possuem cardápios especiais com ovo e leite vegano, sem glúten, sem lactose, pobre em calorias, entre outros. Certifique-se de escolher o alimento próprio para sua condição, incluindo exclusão de proteínas e outros nutrientes.

Em supermercados, leia os rótulos de produtos industrializados. O inconveniente é que você terá que saber alguns termos técnicos de substâncias presentes nesses produtos. O portal Minha Vida fez uma seleção dos mais frequentes para você evitar a ingestão acidental. Confira:

Leite de vaca

Caseína, caseinato, lactose, proteína de soro, lactoalbumina, lactoglobulina, proteína hidrolisada, manteiga, queijo, creme de leite, lactulose

Ovo

Albumina, globulina, ovoalbumina, ovomucoide, ovomucina, ovo em pó, ovo liofilizado, maionese, merengue, marshmallow

Soja

Proteína vegetal texturizada, PTS, aromatizante natural e artificial, amido vegetal, shoyu, tofu, proteína hidrolizada de soja, lecitina de soja

Trigo

Glúten, farinha, maltose, maltodextrina, proteína vegetal, proteína de cereais, semolina, massa

Amendoim

Pasta de amendoim, óleo de amendoim, paçoca, farofas de sorvete

Castanhas e nozes

Amêndoas, gianduia, macadâmia, marzipã, nougat, pecã, pistache

Frutos do mar e peixes

Camarão, moluscos, lagosta, lagostim, mexilhão, caranguejo, siri, marisco, lula, polvo, peixes, proteína de peixe, traços de peixe

Por fim, se você portar uma caneta com adrenalina auto-injetável para situações extremas, como anafilaxia, você pode ficar mais tranquilo durante a viagem. Nesses casos, consulte o seu médico para orientação. Em casos mais brandos, tenha a mão anti-histamínicos e corticosteroides orais.

Alergia alimentar


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.

 
Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *