Variedades & Tecnologia

Certificado de vacinação de febre amarela pode ser emitido pela internet

Certificado de vacinação de febre amarela agora é emitido pela internet. Confira como é o processo, que já pode ser realizado no site do Governo.

Vai viajar para um dos mais de 130 países que exigem o Cerficado de Vacinação contra a febre amarela? A partir de agora, já é possível emitir o documento pela internet, sem precisar comparecer em postos da Anvisa.

Cerficado de Vacinação

A novidade foi anunciada nesta terça-feira (29/01) pelo governo, em comemoração aos 20 anos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Oficialmente chamado de Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CVIP), o documento agora é solicitado pelo usuário no site de serviços do governo – servicos.gov.br/servico/obter-o-certificado-internacional-de-vacinacao-e-profilaxia -, logo após tomar a vacina, o que pode ser feito gratuitamente em postos de saúde.

Veja os países que exigem o certificado

Países que exigem vacina contra febre amarela de quem vive em países considerados da zona endêmica são: 

Afeganistão, África do Sul, Albânia, Arábia Saudita, Argélia, Aruba, Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barein, Bangladesh, Barbados, Belize, Benin, Butão, Bolívia, Bonaire, Botsuana, Brunei, Burkina Faso, Cabo Verde, Camarões, Camboja, Cazaquistão, Chade, China, Cingapura, Colômbia, Coreia do Norte, Costa Rica, Cuba, Curaçao, Djibuti, Dominica, Egito, El Salvador, Equador, Eritreia, Etiópia, Fiji, Filipinas, Gâmbia, Granada, Guadalupe, Guatemala, Guiné, Guiné Equatorial, Guiana, Haiti, Honduras, Ilhas Pitcairn, Ilhas Salomão, Indonésia, Irã, Iraque, Jamaica, Jordânia, Laos, Lesoto, Líbia, Madagascar, Malawi, Malásia, Maldivas, Malta, Martinica, Mauritânia, Maurício, Mayotte, Montserrat, Moçambique, Myanmar, Namíbia, Nauru, Nepal, Nicarágua, Nova Caledônia, Nigéria, Niue, Omã, Panamá, Paquistão, Paraguai, Polinésia Francesa, Quênia, Quirguistão, Quiribati, Reunião, Ruanda, São Bartolomeu, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, Saint Martin/Sint Maarten, São Vicente e Granadinas, Samoa, São Tomé e Príncipe, Santa Helena, Senegal, Seychelles, Somália, Sri Lanka, Sudão, Suriname, Suazilândia, Tailândia, Timor-Leste, Trinidad e Tobago, Tristan da Cunha, Tanzânia, Uganda, Vietnã, Wallis e Futuna, Zâmbia e Zimbábue.

Países que exigem vacina contra febre amarela de todos os viajantes

Angola, Burundi, República Centro-Africana, Congo, Costa do Marfim, República Democrática do Congo (ex-Zaire), Guiana Francesa, Gabão, Gana, Guiné-Bissau, Índia, Libéria, Mali, Níger, Serra Leoa, Suriname e Togo.

Os países considerados da zona endêmica são: Argentina – Angola – Benim – Bolívia – Brasil – Burkina Faso – Burundi – Camarões – Chade – Colômbia – Congo – Costa do Marfim – Equador – Etiópia – Gabão – Gâmbia – Gana – Guiana – Guiana Francesa – Guiné – Guiné Bissau – Guiné Equatorial – Quênia – Libéria – Mali – Mauritânia – Níger – Nigéria – Panamá – Paraguai – Peru – República Centro-Africana – República do Congo – Senegal – Serra Leoa – Sudão do Sul – Sudão – Suriname – Togo – Trinidade e Tobago – Venezuela.

O usuário então abre o processo enviando os dados necessários, como documentação e a carteira de vacinação. Após o envio dos dados, a solicitação é avaliada por até cinco dias úteis. Se aprovada, o usuário recebe seu CVIP diretamente e precisa apenas imprimir e assinar no local indicado.

Segundo a Anvisa, o Brasil é o primeiro país a ofertar a emissão online do documento. Anualmente, são realizadas cerca de 730 mil solicitações.

Confira o passo a passo para obter o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia digital:

1º passo: Tomar a vacina em um posto de vacinação.

2º passo: Cadastrar-se e enviar a solicitação pelo site servicos.gov.br. O processo será analisado e, se aprovado, o usuário receberá uma mensagem, de acordo com os dados informados no cadastro.

3º passo: Imprimir o cartão e assinar no local indicado no certificado. Com assinatura digital, o cartão dispensa a presença física do cidadão em um posto de atendimento.

O Primeiro Shopping de Containers da Zona Sul Carioca

1 Comentário

  1. 3 de fevereiro de 2019 ás 08:03 Responder
    Luís Rossini

    Muito boa notícia! Vale também para quem tomou a vacina ano passado e tem todas as informações na carteira de vacinação? Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *