Cultura & Entretenimento

Paris: Exposição digital “Van Gogh, Starry Night” passeia pelas obras do artista

Paris é uma cidade fervilhante que oferece inúmeras possibilidades aos visitantes. Isso foi o que constatei assim que pisei na cidade. Com tantos prédios deslumbrantes, monumentos, igrejas, jardins e museus fantásticos, é impossível não ter o que fazer e se sentir entediado na capital da França. Muitas pessoas fazem apenas o básico, e isso não é nenhum crime, que fique claro, e não se ligam nas exposições que acontecem em museus menores e atelies. Isso não é uma regra, mas sempre que posso, tento incluir na minha programação algumas coisas um pouco “fora do básico” para visitar. 

Van Gogh sempre foi um dos meus artistas preferidos e quando confirmei minha viagem para Paris, assistir a exposição “Van Gogh, Starry Night” se tornou minha prioridade, antes mesmo de visitar a badalada Torre Eiffel que eu sempre achei  meio clichê e que nem fosse curtir muito. Obviamente estava enganada, mas isso é papo para outro dia. 

O Atelier des Lumières é um espaço incrível, onde funcionava uma antiga fundição criada em 1835 – a fonderie du Chemin-Vert – que produzia peças para as estradas de ferro e para a Marinha. Foi vendido para a família Martin, que produziu máquinas operatrizes até o ano 2000, quando mudou de local. O espaço permaneceu fechado por mais de uma década até que, em 2013, a Culturespaces – uma empresa gestora de centros de arte e organizadora de exposições temporárias imersivas e digitais – tomou conhecimento do lugar.

A ideia de utilizar a tecnologia para oferecer ao público uma forma alternativa de abordar a arte é um dos principais objetivos da Culturespaces, o nome que também está por trás do bem-sucedido Carrières de Lumières, um espaço de exposição imersivo aberto em 2012 na região da Provence onde obras-primas dos maiores artistas são projetadas nas paredes, pilares e pisos de uma antiga pedreira de calcário.

Após 5 anos de intensos trabalhos na antiga fonderie du Chemin-Vert, a Culturespaces abriu as portas do Atelier des Lumières. Ao invés do calcário da Provence, estruturas metálicas são o pano de fundo para as projeções em Paris.


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


A nova exposição digital no Atelier des Lumières nos leva a um  mergulho nas pinturas de Vincent van Gogh (1853–1890), um gênio que não foi reconhecido durante sua vida e que transformou a pintura. Projetada em toda a superfície do Atelier, essa nova produção visual e musical refaz a intensa vida do artista, que, nos últimos dez anos de sua vida, pintou mais de 2.000 fotos, que agora estão em coleções ao redor do mundo.

A exposição “Van Gogh, Starry Night” explora as numerosas obras de Van Gogh, que evoluíram radicalmente ao longo dos anos, desde Os Comedores de Batata (1885), Girassóis (1888) e Noite Estrelada (1889) até o Quarto em Arles (1889). Vale destacar que o Atelier des Lumières destaca as pinceladas expressivas e poderosas do pintor holandês e é iluminado pelas cores ousadas de suas pinturas únicas. Tons quentes dão lugar a cores sombrias. A exposição imersiva evoca o mundo interior altamente emocional, caótico e poético de Van Gogh e destaca a constante interação de luz e sombra. Simplesmente sensacional!

O itinerário temático remonta os estágios da vida do artista e suas jornadas em Neunen, Arles, Paris, Saint-Rémy-de-Provence e Auvers-sur-Oise. Somos diretamente transportados para o coração de suas obras, desde seus primeiros anos até os mais maduros, e de suas paisagens ensolaradas e paisagens noturnas para seus retratos e naturezas-mortas.

O trabalho visual e musical de “Van Gogh, Starry Night” produzido pela Culturespaces e dirigido por Gianfranco Iannuzzi, Renato Gatto e Massimiliano Siccardi, destaca a riqueza cromática de sua paleta.

Esta jornada nas maiores obras-primas de Van Gogh, que são transformadas em imagens em movimento através do sistema AMIEX® (Art & Music Immersive Experience), dá às cores um impacto renovado.

Leia também: 8 Livrarias (mais recomendadas) a visitar em Paris

Sendo bem sincera, eu estava esperando bem menos da exposição. Pra quem ama tanto Van Gogh como eu, uma simples exposição com projeções das obras do pintor já ficaria feliz, mas sentir-me parte delas foi realmente extasiante. Confesso que não queria ir embora, por mim, ficaria recostada em algumas paredes, observando de todos os ângulos possíveis as incríveis obras projetadas no amplo espaço. Mas tudo que é bom, nesse caso, MA-RA-VI-LHO-SO, uma hora acaba.

Van Gogh, Starry Night

Para evitar grandes filas o ideal é que você compre o ingresso antecipado, com horário marcado pelo site oficial (Link externo). Mas fique tento, uma vez que a exposição está ficando esgotada vários dias, especialmente na alta temporada. O ticket (14,50 € – tarifa cheia) dá acesso à três exposições. 

“Van Gogh, Starry Night”

A exposição fica em cartaz no Atelier des Lumières até o dia 31 de dezembro de 2019. 

O Atelier des Lumières abre diariamente das 10h às 18h. 

Endereço: 38 rue Saint Maur, 75011 Paris | Metrô: Estação Rue Saint-Maur (linha 3).

Leia também: Rue Crémieux, a rua que virou a febre dos instagrammers em Paris

Naira Amorelli viajou para Paris, na França, a convite da Rede Accor para produzir conteúdo para os sites Maior Viagem, Embarque na Viagem e suas redes sociais. Assim como para a rádio JBFM e instagram @gastronomia.etc. O seguro viagem utilizado foi fornecido pela Seguros Promo e a conexão com a internet durante a viagem é feita pelo mysimtravel

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *