Dicas & Destinos

Seis dicas alternativas para fazer em Praga, a disputada capital da República Tcheca

Perto de completar 30 anos da Revolução de Veludo, Praga é hoje um dos destinos turísticos mais procurados da Europa

Praga

Ainda que muitas cidades da Europa sejam conectadas por trens econômicos para quem viaja com pouco dinheiro pelo continente, alguns destinos pouco explorados permitem encontrar passagens ainda mais baratas. Brasileiros na Europa costumam visitar as principais capitais – Roma, Madri, Londres, Paris e Berlim –, mas ignoram várias outras joias do continente que permanecem intocadas pelo massivo turismo nas metrópoles. 

Perto de comemorar três décadas da Revolução de Veludo, Praga, na República Tcheca, ainda está crescendo em meio a novas atrações culturais e uma diversidade de comida e bebida, e com isso atraindo cada vez mais turistas – uma transformação que pode ser notada em outras partes do país.

É o caso da cidade de Brno, a 211 km da capital tcheca, que ficou famosa por causa do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart. Depois de circular por várias cortes europeias como um prodígio da música, no final de 1767, ele precisou sair da Áustria por necessidade: um surto de varíola em Viena forçou sua família a se mudar provisoriamente para Brno. No entanto, no trajeto, ainda na cidade de Olomouc, o pai percebeu que era tarde: seu filho estava doente.

A família Mozart resolveu ficar em Brno até a recuperação do menino, que só aconteceu meses depois, quando ele agradeceu a recepção local com um concerto ao lado da irmã no Teatro Taverna (agora chamado de Redunda), em dezembro de 1767. Hoje há uma estátua do jovem Mozart, erguida em 2008, comemorando o tempo em que viveu ali.

Praga

A seguir, o Embarque na Viagem dá seis dicas alternativas para fazer em Praga sem gastar muito e ainda aproveitar os cartões-postais da capital tcheca.

Cozinha da Geórgia

A cena gastronômica de Praga é diversa, mas a cozinha georgiana – que está crescendo, mas ainda não é conhecida a nível global – é a que mais ganha popularidade hoje. Isso aconteceu por meio de uma pequena, mas enérgica, comunidade da Geórgia que viu na cidade a oportunidade de redirecionar a injustiça do desconhecimento. Um dos restaurantes georgianos mais famosos de Praga é o Polévkárna Manana, da chef Manana Toidze, que serve vários tipos de sopas, como o kharcho, feito com carnes e nozes. Outro é o Fair Food Bistro, que também tem um aspecto ideológico: só contrata refugiados para cozinhar seus pratos nativos na metrópole.

Livraria PageFive

Nenhum amante dos livros poderia deixar de visitar a PageFive, uma editora independente e uma pequena livraria especializada em cultura, incluindo publicações sobre arte, arquitetura e trabalhos internacionais não encontrados em nenhum outro lugar do país. Títulos em inglês e em espanhol (alguns até em português) disponíveis incluem revistas, livros de arquitetura e pôsteres para venda. Na mesma rua, o Bistro 8 é um exemplo de como Praga é hoje um dos centros europeus de turistas: uma padaria que serve pratos encontrados em qualquer restaurante do mundo.

Arte contemporânea no DOX

Os quadros informativos sobre um jumbo na área externa do DOX Centre for Contemporary Art são a única pista para o que o visitante encontrará dentro da fábrica transformada (e extremamente elogiada) no museu aberto em 2008. Ele simboliza ainda a transformação dos subúrbios pós-industriais da cidade. O DOX se tornou rapidamente um grande centro da arte contemporânea de Praga, com exposições e mostras de grandes nomes locais e internacionais. No terraço há um café ao lado de um zepelim de madeira suspenso acima das cabeças dos visitantes: presa ao edifício em 2016, a aeronave projetada pela famosa arquiteta tcheca Eva Jiřičná serve como um espaço de arte e apresentações – ela fica disponível até agosto.

Vale Divoká Šárka

Para quem pretende escapar um pouco da zona urbana de Praga, a dica é visitar o Vale Divoká Šárka, uma das partes da cidade que permaneceram intocadas depois da revolução de 1989. É possível chegar até lá por meio de um tram (espécie de VLT comum nas cidades europeias) que sai do Terminal Dejvicka, no centro, e vai em direção ao aeroporto. A rota é terminada por meio de uma trilha que continua popular e que passa por uma piscina aberta ao público e acaba num vale alargado.

Mercado Manifesto

O Mercado Manifesto é uma “vila” feita de contêineres desenhada pelo renomado arquiteto estadunidense Martin Barry. Com comida de várias partes do mundo e eventos noturnos, com festas tocadas por DJs em bares e espaços abertos, o projeto está ajudando a rejuvenescer o bairro de Florenc, outrora uma região abandonada ao leste do centro de Praga. No último ano, Florenc também se tornou um mercado de Natal alternativo que atraiu muitos jovens.

Parques de Praga

A melhor vista de Praga está, sem dúvidas, no Parque Riegrovy Sady, onde os moradores locais costumam organizar piqueniques, praticar esportes amadores ou tomar sol no verão. Para ver as torres e edifícios da cidade ao fundo, assim como a majestosa silhueta do Castelo de Praga, recomenda-se arrumar um lugar nos morros situados na parte norte do parque.

Praga

Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.

 
Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *