Dicas & Destinos

O que você precisa saber sobre as Vilas romanas subterrâneas

Se você sempre quis saber como eram as vilas romanas de verdade há 2 mil anos, vá para a Le Domus Romane di Palazzo Valentini. Essa nova, porém milenar atração foi descoberta somente em 2007 e oferece uma perspectiva única sobre a vida dos habitantes da Roma antiga. Em vez de ruínas empoeiradas, as vilas romanas oferecem projeções multimídia incríveis que trazem as vilas de volta à sua antiga glória.

 vilas romanas

Na Roma do século XVI era comum encher ruínas antigas com solo e usá-las como base para novas edificações. Foi assim que o Palazzo Valentini foi construído em 1585, em cima de duas casas antigas da época imperial. As duas residências foram descobertas coincidentemente alguns anos atrás durante escavações no subsolo do palácio. A condição das residências e do banheiro anexo era impressionante. Durante um período de três anos, os espaços foram renovados e preparados para o público em geral.

Luz e som

Andar sob o Palazzo Valentini , uma das mais autênticas vilas romanas, é como entrar em outro mundo. Devido ao bom estado de conservação das casas, grandes segmentos de mosaicos, pisos de mármore e escadas ainda estão intactos. Um tour multimídia dá vida aos espaços; projeções e shows de luzes demonstram como as pessoas viviam ali, enquanto o guia de áudio explica muitos detalhes fascinantes, como o sistema de aquecimento do banheiro e os vestígios antigos de um incêndio de uma casa. Há também projeções que descrevem como o ambiente devia ser na época.

Palazzo Valentini

O Palazzo Valentini é a residência do governo provincial da Província de Roma desde 1873. O palácio foi construído em nome do Cardeal Michele Bonelli, um sobrinho do Papa Pio V. A história do palácio é tumultuada, com muitas ampliações, demolições e reformas. Uma dos melhores acréscimos foi a biblioteca Imperiali, construída para o Cardeal Renato Imperiali, que possui mais de 24.000 livros. O cônsul geral Vincenzo Valentini comprou o palácio em 1827 e o batizou com o seu nome.

 vilas romanas

Endereço: Palazzo Valentini, Via IV Novembre 119/A, Roma


INFORMAÇÕES PRÁTICAS DE ROMA

Clima

Roma desfruta um clima mediterrâneo, com invernos amenos e verões secos e quentes. Janeiro é o mês mais frio em Roma e julho e agosto são os meses mais quentes. O tempo em Roma durante o verão (de junho a agosto) pode ser quente e desconfortável, com temperaturas excedendo muitas vezes a 35°C ao meio-dia. Os residentes costumam fechar seus estabelecimentos comerciais durante agosto.

O inverno (de dezembro a fevereiro) é ameno, com a temperatura média em dezembro girando em torno de 13°C. É rara a queda forte de neve, porém em quase todo inverno caem flocos leves na cidade. É possível que chova em qualquer época do ano, porém dificilmente a garoa chegará a perturbar os visitantes.

A melhor época para viajar á Roma é na primavera, entre março e maio, quando os céus ficam azuis e o tempo mais aquecido. O outono também é considerado uma alta estação turística, já que os meses de setembro e outubro são bem agradáveis.

Passear pela cidade

A rede de ônibus, bondes, metrô e trens cobre a cidade inteira das 5h30 até por volta da meia-noite e os ônibus noturnos prosseguem até aproximadamente as 5h, cobrindo as rotas principais. O metrô possui apenas duas linhas, porém é a maneira mais fácil e mais rápida de locomoção.

O serviço de ônibus é barato e confiável, embora seja lento em virtude do congestionamento do trânsito. As passagens funcionam em todos os meios de transporte e devem ser pré-adquiridas e validadas no início de cada viagem. Há passagens válidas por um dia com viagens ilimitadas, ou passagens simples válidas para uma viagem de metrô ou 100 minutos de ônibus.

Os táxis são notoriamente caros e exibem uma lista de taxas extras. Se for possível, fuja dessa opção.

O centro histórico de Roma é compacto e viável a pé. Sua maior parte fica fechada para o tráfego normal. Dirigir em Roma é uma experiência a ser evitada.

Hora local

Horário local: GMT +1 (GMT +2 entre o último domingo de março e o sábado anterior ao último domingo de outubro).

Eletricidade

A corrente elétrica na Itália é de 220 volts. Várias tomadas são utilizadas, inclusive as europeias de dois pinos.

Moeda

A moeda oficial é o euro (EUR), que é dividido em 100 cêntimos. Aqueles que chegarem à Itália com moeda estrangeira podem adquirir euros num banco, caixa eletrônico ou numa casa de câmbio. Há uma grande quantidade de caixas eletrônicos. Os cartões de crédito são aceitos em estabelecimentos comerciais e lojas de luxo espalhados pelas cidades. Os bancos não funcionam nos finais de semana, porém, geralmente oferecem taxas de câmbio melhores do que as casas de câmbio.

Número de emergência

Emergência: 113 (Polícia); 118 (Ambulância).

O Primeiro Shopping de Containers da Zona Sul Carioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *