Dicas & Destinos

Como combater a sensação “lata de sardinha” nos voos da classe econômica?

 

Que todo mundo adora viajar nós já sabemos. Conheço uma pessoa, que certa vez me disse que não ligava para viagens, mas foi só entrar de férias e se mandou para Nova York para fazer compras para sua nova casa. Tá vendo?? Não tem mesmo uma pessoa que não goste de viajar. Também, com tantas tarifas flexíveis e parceladas (que ótimo!!) fica mesmo mais fácil fazer viagens com mais frequência. O problema disso? As cias aéreas descobriram esta nossa paixão e cada vez mais nos “entulham” dentro de “latinhas de sardinhas” voadoras. Cada dia está mais apertado, no sentido literal da palavra, viajar de avião. Está apertado para você? Imagine para mim e tantos outros “altões” espalhados pelo mundo… e o problema tende a se agravar na classe econômica.

Voando na lata

A partir do ano que vem, os passageiros poderão notar uma nova etiqueta colada nos aviões. Este adesivo é uma promessa da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que quer classificar as aeronaves em relação ao “seat pitch” – espaço entre as poltronas.

A ideia é que o passageiro possa escolher entre pagar menos por um voo mais apertado ou pagar mais para ter algum conforto. Não podemos deixar de levar em consideração que para uma viagem curta de até duas horas em média, o desconforto, apesar de evidente, não nos compromete tanto em questão de saúde. Agora, imagine você, passar mais de oito horas fazendo uma viagem internacional “encaixado” em uma poltrona, com espaço de aproximadamente 76 cm de distância para a poltrona da frente? Não é só uma questão de conforto, mas trata-se também de uma questão de saúde, já que os riscos de surgirem complicações decorrentes da altitude e da falta de locomoção triplicam em voos muito longos.

Numa pesquisa realizada pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), os passageiros deram nota nove – em uma escala de zero a dez, em que dez é a pior nota- para o pouco espaço para movimentar o corpo.


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


Mesmo na classe econômica, há lugares melhores. Um bom exemplo são as primeiras fileiras do avião e as que ficam logo atrás das saídas de emergência, que têm mais espaço na frente. Os que ficam antes da saída de emergência têm mais espaço para as pernas, mas a reclinação é limitada ou inexistente. Outra boa opção é sentar-se nas poltronas do corredor, uma vez que depois que o passageiro pode esticar as pernas para o corredor e não precisa ficar incomodando ninguém toda vez que se levantar. Vale lembrar que algumas pessoas ficam sem jeito de pedir para passar quando estão na janela, mas não se ligam na importância que esta “andadinha” dentro do avião tem já que é extremamente importante se levantar para o sangue circular melhor.

O problema de sentar-se em determinados lugares mais confortáveis, dentro da classe econômica, é que as cias aéreas agora estão faturando um dinheirinho extra por estes assentos. Exatamente por serem mais procurados, uma nova taxa passou a ser cobrada para quem quiser se sentar neles. Uma maravilha, não é mesmo??

Há alguns meses, a TAM começou a cobrar, como projeto piloto, uma taxa de R$ 10 a R$ 40 de quem voar em trechos nacionais nos assentos próximos às saídas de emergência ou na primeira fileira. Nos voos internacionais, a taxa é de US$ 50.

Na Air France e na KLM, é cobrada uma taxa extra entre US$ 20 e 70 – dependendo da duração do voo. A Azul cobra R$ 20 por trecho para quem quiser ficar no “espaço azul”, que tem até 86 cm entre as poltronas -nas demais, a distância é de 79 cm.

Espaço Azul

A DICA DE OURO

Se você tem uma certa antecedência para organizar sua viagem, opte por – antes de comprar seu bilhete aéreo – fazer uma pesquisa no site SeatGuru onde você consegue uma super ajuda para encontrar o melhor lugar de cada avião. Lançado em 2001, tem mais de 700 plantas do interior dos jatos de cerca de cem companhias.

É bastante simples fazer esta pesquisa, basta informar o número do voo ou a rota que o sistema mostra a planta da aeronave com a disposição das poltronas. O mais legal, é que lá você vai encontrar não só os assentos com mais espaço, como também encontrará os mais problemáticos, como os que não possuem inclinação ou que têm largura reduzida. Então assim, você terá como evitá-los.

2012 Embarque na Viagem

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *