O que a Dieta Mediterrânea tem de tão especial?

A Dieta Mediterrânea é considerada uma das mais saudáveis do mundo, sobretudo para o coração, já que privilegia alimentos frescos e naturais.

Gastronomia

Esta dieta consegue eliminar aditivos químicos como conservantes, corantes, essências, além do excesso de sal e açúcar, presentes na maioria dos alimentos industrializados. Os alimentos mais consumidos dentro desse plano alimentar são os peixes, frutas, vegetais, castanhas, grãos integrais, laticínios leves, vinho e o azeite, a gordura mais saudável para consumo tanto a frio quanto a quente. “Estamos falando de uma dieta focada apenas no consumo de alimentos que trazem algum tipo de benefício à saúde, por isso os industrializados são praticamente extintos do cardápio”, diz a Dra. Renata Graziela, nutricionista clínica da Bem Estar Light.

seafood-165220_640

Clinicamente falando, a Dieta Mediterrânea traz benefícios devido a sua razão elevada entre gordura monoinsaturada e saturada. Dentre seus ingredientes, destaca-se o azeite de oliva. Ele tem sido reconhecido como importante aliado na redução das doenças cardiovasculares. Segundo o Dr. Carlos Alberto Nogueira de Almeida, médico especialista da ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia), pesquisadores já chegaram a importantes conclusões. “Destacam-se os efeitos benéficos no perfil lipídico do azeite, já que auxilia na redução do LDL (colesterol “ruim”) e aumento da razão HDL (colesterol “bom”). Também reduz a oxidação do LDL, que é responsável pelo processo inflamatório que acontece nas placas de aterosclerose do coração, precedendo o infarto”, afirma Carlos. De acordo com o especialista, o azeite contribui ainda para o controle da pressão arterial, melhora a função da parede interna dos vasos sanguíneos, prevenindo a hipertensão arterial e a formação de placas de aterosclerose. “Além disso, promove um ambiente menos propenso à coagulação, que acontece exatamente no momento em que um infarto se inicia”, completa.

azeite

Os chefs de cozinha também exaltam a versatilidade do ingrediente, que une a saudabilidade a sabores inconfundíveis. “Utilizo o azeite em boa parte dos pratos que preparo no Torero Valese, desde os alimentos fritos até as sobremesas”, diz Juliano Valese, especialista na gastronomia Mediterrânea. O renomado chef Rodrigo Oliveira, do Mocotó, destaca ainda que o azeite também vai bem na culinária brasileira. “Temos um cardápio composto em sua maioria por pratos típicos do Nordeste e, em alguns deles, substituímos outros tipos de gordura pelo azeite, chegando a resultados muito interessantes em termos de sabor”, diz.


Publicidade Ⓘ

Seguro viagem com até 15% de desconto!!! Se está planejando uma viagem não esqueça de contratar um seguro!? Clique neste link para encontrar os melhores preços.  ✔ Use o cupom EMBARQUEVIAGEM10 e ganhe 10% de desconto, e para chegar a 15%, faça o pagamento por BOLETO e garanta mais 5%.


bread and oil - slice of bread seasoned with olive oil and oregano

No Brasil o estilo de vida e os hábitos alimentares têm mudado aos poucos, a população tem praticado cada vez mais atividades físicas e buscado opções mais saudáveis para se alimentar. Porém ainda se consome pouco azeite por aqui quando comparado a países que adotam alimentação rica em nutrientes. Isso porque nestes países ele é praticamente a única gordura utilizada, desde o preparo à finalização das receitas. “Os portugueses, mesmo fora do Mediterrâneo, consomem em média 7 litros per capita ao ano, espanhóis 12 litros e os gregos chegam aos 20 litros. O fato de serem produtores de azeite contribui para que o uso seja naturalmente maior, porém reconhecê-lo como a gordura mais saudável que existe é o que mais motiva seu consumo”, diz Loara Costa, gerente de marketing da Sovena, maior produtora de azeite do mundo. No Brasil a baixa penetração nos lares faz com que o consumo per capita ainda seja muito pequeno em relação aos principais mercados: cerca de 400 ml per capita ao ano.

RESOLVA TUDO PARA A SUA VIAGEM AQUI 


  Seguros Promo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *