Hospedagem

Roteiro Pet Friendly: a vizinha Santo Antônio do Pinhal

Seria apenas uma viagem de bate e volta com um objetivo definido: certificar a Pousada VIVENDA SION, o mais novo empreendimento da pequena cidade de Santo Antonio do Pinhal.

Distante 180 km da capital Paulista, localizada no alto da Serra da Mantiqueira, na divisa do estado de São Paulo com o sul de Minas Gerais e coladinha à cidade de Campos do Jordão (cerca de 16km de distância), a estância climática é bastante procurada pelos turistas que buscam um clima de montanha com temperaturas entre 2ºC a 32ºC. Esportes radicais, trilhas e cachoeiras também estão no seu leque de atrativos. Sua infraestrutura de hospedagem, compras e alimentação não deixa nada a desejar à famosa vizinha e, o melhor, torna-se uma alternativa mais econômica. Seus atrativos naturais também estão muito bem representados. E, por conta disso tudo, nossa visita que deveria durar, no máximo uma manhã, acabou se estendendo até o por do sol.

Alegria1

Chegamos à VIVENDA SION e fomos recepcionados pelos proprietários, Marcelo e Sandra, um casal nota dez no quesito simpatia. Pronto, o primeiro e mais importante critério para concedermos o nosso SELO PET FRIENDLY DA TURISMO 4 PATAS já havia sido aprovado: a receptividade. E as formas de nos dizerem que éramos bem-vindas estavam espalhadas por toda a propriedade: bebedouros com água fresquinha podiam ser vistos em diversos cantos; os chalés são espaçosos e um lago artificial estava em fase de finalização para os mascotes que curtem nadar; e eles, os hóspedes de 4 patas têm acesso livre a qualquer canto da pousada, até mesmo para acompanhar seus tutores durante as refeições.

Depois da visita de vistoria e do treinamento eles não nos deixaram ir embora. E, cá pra nos, não dava para sair de lá, sem ao menos dar uma voltinha pela cidade, né?

Como bons anfitriões e ótimos conhecedores do lugar, eles fizeram questão de nos guiar por alguns lugares onde os pets são bem-vindos.

Seguimos para a Cachoeira do Lageado, que fica a cerca de 7km e é considerada a mais bonita da cidade. Por uma pequena taxa de visitação, temos acesso ao parque com estrutura como banheiros e mesas de pic nic. Não há nenhuma restrição à entrada dos cães, apenas nos pediram para manter a Alegria na guia, pois havia outros visitantes no local. Assim que se entra, avista-se a linda queda em forma de véu que deságua em um delicioso poço. Neste local, os cães não podem entrar na água, pois é onde a maior parte dos visitantes costuma se refrescar. Mas, um pouquinho mais abaixo, pudemos ter acesso ao riachinho que corre da cachoeira e ai a Alegria se esbaldou. Atravessando uma pequena ponte e seguindo uma trilha curta, temos acesso à parte superior da cachoeira, onde também se formam algumas piscinas naturais. Se não tiver gente por lá, seu mascote pode ficar a vontade. Dali, seguimos para o almoço no Restaurante Arco Iris, premiado por sua especialidade: as trutas. Nas mesas externas, ao lado de uma cachoeira ou a beira do lago, pets de todos os portes são super bem-vindos e recepcionados com uma tigela de água fresquinha. A atração da casa, de fato não decepcionou (minha truta estava divina), mas o que nos encantou mesmo foi a simpatia dos garçons e da proprietária com a Alegria.

Alegria

Finalizamos o nosso passeio num dos atrativos mais charmosos e mais visitados da cidade: a Estação Eugênio Lefreve. É lá que chega o famoso “Trem do Mirante”, trazendo os visitantes de Campos do Jordão. No local, além de lojas de artesanato, há uma tradicional cafeteria da cidade que serve os famosos bolinhos de bacalhau.

A poucos passos da estação, caminhando por entre as linhas férreas, chega-se ao mirante de Nossa Senhora Auxiliadora. Logo avistamos a imagem da santa com o menino Jesus nos braços e uma linda vista para o Vale do Paraíba.

E o por do sol anunciava que já era hora de encerrar a nossa visita.

Larissa Rios, fundadora da empresa e portal Turismo 4 Patas, é Turismóloga, especialista em Hospitalidade animal e roteiros de viagem e eventos pet friendly

1 Comentário

  1. 22 de junho de 2018 ás 19:22 Responder
    Andreia Oliveira Taveira

    Amo SAP, estamos com meu bebê Ted, e estou procurando lugares para jantar que aceitem ele.
    Deixarei algumas dicas depois que passarmos este fds.
    Amanhã tentarei ir até a cachoeira do Lageado.
    Brigaduuuu
    Andréia e Ted

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *