Descubra Portugal

Sete motivos para conhecer o Porto ainda em 2019

Preços, roteiros alternativos e história são alguns dos componentes que estão tornando a cidade portuguesa um destino cada vez mais procurado na Europa

conhecer o Porto
Vamos conhecer o Porto? A Ponte de D. Luís I, construída no final do século XIX para ligar os dois lados da cidade

A cidade do Porto se tornou nos últimos anos um dos melhores destinos turísticos da Europa. A calmaria e as vielas de pedra da segunda maior cidade de Portugal passaram a ver cada mais visitantes incentivados tanto por vantagens que as companhias oferecem na hora da compra de passagens aéreas como por um sofisticado programa de marketing do Estado.

A “Invicta”, como é chamada por seus habitantes, é também uma das paradas obrigatórias de brasileiros no país por motivos que vão desde o encanto do cantor e compositor por ela (ele já admitiu várias vezes que é sua cidade preferida em Portugal) como pela universidade que recebe muitos estudantes do Brasil todos os anos.

Até mesmo a reação ao turismo no Porto é, de certa forma, um convite: o jornal Público publicou há alguns meses uma reportagem sobre a agência The Worst Tours, que organiza roteiros turísticos em áreas alternativas da cidade, como fábricas, ruas e linha de trem abandonadas – e que são um sucesso no Instagram.

“Ninguém quer ser só turista”, disse Margarida Castro, proprietária da agência, ao periódico. Para quem quer e quem não quer ser, de fato, um turista, Embarque na Viagem lista a seguir dez motivos para visitar o Porto.

É uma cidade europeia barata

O Porto é uma das cidades mais baratas de Portugal e até mesmo da Europa. Cerveja e água têm quase o mesmo valor, e a alimentação também não pesa no bolso: um menu com prato principal, sopa, bebida e café pode sair por, no máximo, €12. Em Paris, o mesmo combo não custa menos que €25.

Passear também é barato

Não apenas comer, mas passear no Porto também é, em geral, muito barato: dá para fazer o roteiro das pontes do Rio Douro por apenas €12 por pessoa, por exemplo – é mais barato do que o ingresso para um dia de visita ao Louvre, em Paris (€17).

É uma cidade pequena com ar de metrópole

Em um dia ou dois no máximo já dá para ver praticamente tudo da cidade do Porto. Com o tempo que sobra, é fácil pegar um trem ou um ônibus para as cidades vizinhas, como Maia, Matosinhos, Leça, Espinho (onde é possível ir aos cassinos de apostas esportivas, artigos e outros jogos de azar – alguns deles ainda não regulamentados no Brasil), Braga e Aveiro. Em épocas específicas do ano os bilhetes de transportes públicos caem para a metade dos preços da alta temporada.

A recepção aos brasileiros em Portugal

O professor e diretor de estudos da Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), em Lisboa, Gonçalo Saraiva Matias, acredita que Portugal vê a chegada em massa de brasileiros à nação positivamente.

Para ele, além de pessoas qualificadas que viajam ao país europeu para recomeçar suas vidas e que também ajudam a desacelerar as taxas de declínio demográfico — iniciadas em 2009, os turistas brasileiros são uns dos mais esperados pela economia e pela sociedade brasileira: os motivos vão desde as somas gastas durante as estadias até o fato do Brasil ser um país “irmão”.

Ideal para quem gosta de história

Tudo no Porto carrega séculos ou milênios de história. Além das vielas e das ruas históricas, que serviram de cenário para grandes acontecimentos do Reino de Portugal – e suas consequências no Brasil, há pontos que são especialmente marcantes para quem gosta de história, como a Ponte Dom Luís e as muralhas que deram a alcunha de Invicta ao Porto, sem contar a Torre dos Clérigos e a Avenida dos Aliados.

Tanto para adultos quanto para crianças

O Porto é uma cidade com muitos parques e locais abertos que, no verão, ficam repletos de moradores em busca de um banho de sol ou de um piquenique de famílias. Há ainda vários espaços abertos e restaurantes com menus infantis.

No entanto, ela também é um lugar para quem está sozinho ou em casal: um estudo de 2016 feito pela companhia de viagens online Expedia mostrou que turistas jovens estão especialmente ansiosos por experiências que envolvam “viver como um local” e encontrar “joias escondidas” fora dos caminhos dos guias – o a Worst Tours, por exemplo, cumpre à risca no Porto.

Quem procura os passeios tradicionais, enfim, ainda encontra uma série de bares, restaurantes e até baladas com entradas gratuitas.

A multiculturalidade

No Porto se fala muitos idiomas e, da mesma forma, se consome muitas culturas: o vinho típico é inglês, o café é brasileiro, e a oferta de restaurantes italianos, chineses e japoneses é imensa.

conhecer o Porto
Pronto para conhecer o Porto?
O Primeiro Shopping de Containers da Zona Sul Carioca

1 Comentário

  1. 21 de julho de 2019 ás 08:22 Responder
    Inês Paiva

    A parte gastronómica é a melhor em Portugal :D

    Visitem os restaurantes Trigo de Cantos e Casa Guedes na Praça dos Poveiros (a mais conhecida praça de alimentação no Porto) e o Garden nos Aliados (muito mais trendy, do que tradicional em relação aos outros dois).

    Venham a Portugal sem expectativas e vão ver que se vão surpreender mesmo muito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *