Gastronomia etc.

A grana tá curta? Veja como diversificar as refeições sem gastar muito

A crise econômica no país ainda não dá sinais de melhora. Diante desse cenário, muitas pessoas precisam usar da criatividade para criar receitas saborosas e nutritivas.

O Brasil passou por uma grave crise econômica nos últimos anos, o que agravou a situação da população. A economia vem se recuperando mais lentamente do que o esperado e com isso, os consumidores estão pechinchando por preços e pesquisando por novas maneiras de ter uma alimentação barata e saudável.

Segundo dados de IBGE, divulgados em julho deste ano, a taxa de desemprego caiu de 12,5% em abril para 11,8%, a estimativa considera que pouco mais de 12 milhões de pessoas estão desempregadas no país.

Diante desse cenário, muitos brasileiros estão penando para colocar comida em casa. Muita gente aproveita um mesmo ingrediente para fazer diversas receitas. Carne bovina, por exemplo, pode servir para fazer bife a rolê, carne de panela, bife à parmegiana e assim sucessivamente.

refeições sem gastar muito

Mas como usar da criatividade na hora de preparar a alimentação? Quais as principais dicas para quem está nessa situação?

Fazer diversos tipos de prato com os mesmos ingredientes

Existem alguns alimentos que são primordiais na mesa do brasileiro: arroz, feijão, carne, frango e macarrão são alguns deles. Além de serem extremamente nutritivos, esses alimentos podem ser preparados de diversas maneiras, aproveitando o acompanhamento de legumes e verduras.

Carne bovina

A carne, por exemplo, pode ser feita frita ou ensopada. Também é possível fazer diversos tipos de pratos como o bife a rolê, a carne de panela, o bife a cavalo (aquele que é um bife e um ovo frito juntos), entre outros.

A carne moída é outro tipo de proteína que é mais barata e que pode ser utilizada nas mais diversas refeitas. Bolinho de carne, hambúrgueres, recheio para pastel: as possibilidades são muitas com esse ingrediente.

Carne de frango

Outro alimento que é super fácil de variar e que, por isso, pode ser comprado em maior quantidade é o frango. As carnes do tipo filé, por exemplo, podem ser usadas para fazer um strogonoff e mesmo bifes grelhados. Já os pedaços podem ser boas combinações para uma receita com batatas, na panela de pressão.

Outro benefício desse alimento é poder prepará-lo com molhos diferenciados ou, então, com uma polenta.

Arroz

Outro alimento que é muito simples e muito fácil de se diversificar é o arroz.  Um risoto de cogumelos ou um arroz ao forno, por exemplo, são ótimas opções, já que se diversifica o prato com alguns ingredientes bem em conta.

Comprar as frutas da estação

Cada fruta tem sua época para plantio e colheita. Por isso, é importante saber qual é a safra de cada uma delas, principalmente das que a pessoa mais consumir junto com a família. Comprar os alimentos da estação é garantia de produto de qualidade e menor preços.

Nessas épocas, os alimentos estão mais frescos, saborosos e nutritivos, e por serem encontrados facilmente em mercados e feiras livres, eles provavelmente vão custar menos.

Dessa forma, é possível comprar legumes e verduras por um preço menor e encaixar as compras de mercado no orçamento.

Usar temperos naturais em suas refeições

Essa é uma excelente dica para quem quer economizar nas compras. Em vez de comprar temperos prontos no mercado, é legal dar preferência pelos ingredientes naturais como alecrim, orégano, pimenta, açafrão, entre outro. Feiras livres ou lojas veganas são bons lugares para encontrá-los.

Evitar produtos enlatados, congelados ou processados

Produtos como refrigerantes e sucos de caixinha e alimentos processados e congelados como a salsicha e o milho, por exemplo, podem ser descartados das compras. Além de custar mais caro, eles não são tão saudáveis e são pouco recomendados em uma dieta equilibrada.

O ideal é que a pessoa substitua esses produtos por alimentos naturais. Além de serem mais saudáveis, eles também costumam ser mais em conta do que os alimentos feitos pela indústria. 

Comprar produtos a granel

Comprar a granel é uma maneira de economizar nas compras e ajudar o meio ambiente. Muitas pessoas acabam comprando alimentos em grandes quantidades e eles acabam estragando e indo para o lixo. Ao comprar alimentos a granel, é possível escolher a quantidade exata que a pessoa vai levar para casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *